Delegação da Trofa da Cruz Vermelha Portuguesa começou, esta segunda-feira, dia 20 de outubro, a imple-mentar projeto vencedor da Missão Sorriso 2013.

“Economize, divirta-se e sorria na cozinha”! Este é o título do livro de receitas que vai acompanhar o cabaz alimentar que a delegação da Trofa da Cruz Vermelha Portuguesa vai entregar a “mil pessoas” do concelho da Trofa, no âmbito do projeto “Caixa de Sorrisos”, um dos vencedores da Missão Sorriso 2013. O projeto tem como objetivos o combate à pobreza e a melhoria da dieta alimentar dos agregados sinalizados.
Nesse sentido, o projeto começou na segunda-feira com uma formação sobre confeção de receitas saudáveis e de poupança, ministradas pela delegação em parceria com o enfermeiro Paulo Martins. A segunda fase passa pela distribuição dos cabazes, que será constituído por “18 bens alimentares por pessoa”, contendo, entre outros, alimentos como água, azeite, arroz, óleo, salsichas, atum e leite.
Celestina Teixeira, uma das utentes que participou na formação, afirmou que é “sempre louvável” a dinamização destas ações, pois, “por muito que a gente pense que sabe tudo”, há “sempre que aprender” e “estas pequenas dicas” vão ajudar “a poupar mais um bocadinho”. Celestina lamentou que haja pessoas que procurem ajuda, mas que “quando querem ajudar e dar alguma coisa”, estas “não aparecem”.
Já Paulo Martins sentia-se “lisonjeado” por ter sido convidado a “fazer um livro de receitas”, que tem ainda “alguns conselhos” para “modificar aos poucos os seus hábitos de vida saudáveis”. “Às vezes, em vez de ter um prato cheio de massa com arroz e batatas, diminuir a esses hidratos de carbono e colocar só massa, só arroz ou só batatas. Devemos ter uma alimentação mais regrada e não muito excessiva”, explicou.
O livro é constituído pela apresentação da roda dos alimentos, “alguns conselhos saudáveis” e “quatro receitas de sopas – fáceis de fazer mesmo para quem não sabe cozinhar” -, quatro receitas de arroz, de massa e de batata, em que “todas têm dois pratos de peixe e dois de carne, para a pessoa saber controlar e alternar melhor os pratos tanto ao almoço, como ao jantar”. “Dentro das receitas tem a quantidade necessária para cada pessoa, que chega, perfeitamente, se consumirmos inicialmente a sopa e se consumirmos depois aquela refeição certinha”, referiu.
Para a presidente da delegação da Trofa da CVP, Daniela Esteves, foi “fundamental” incluir a formação no projeto, para que as pessoas percebam o que “é mesmo essencial” e saibam “gerir o orçamento familiar”.
Para chegar às “mil pessoas” sinalizadas para este apoio, a delegação da Trofa procurou saber “junto dos organismos mais próximos da população quem eram as pessoas com mais carência e com mais necessidade”.
Satisfeita com a “vitória deste projeto”, uma vez que, este ano, o apoio do FAC manifestou-se “muito reduzido”, Daniela Esteves contou que “a candidatura de 2014 já seguiu”, estando “na expectativa” de “conseguir novamente algo do género”.

Delegação da Trofa
participa no peditório Missão Sorriso

A delegação da Trofa da CVP vai estar na loja Continente da Trofa para a “recolha de alimentos em prol de quem mais necessita”.
A delegação pede o contributo “especialmente com leite, enlatados, cereais e massa”. A entrega dos alimentos pode ser feita entre as 9 e as 22 horas desta sexta-feira a domingo, 24 a 26 de outubro. “A sua ajuda nesta campanha de solidariedade é importante, porque com um pequeno gesto poderemos fazer toda a diferença para quem nos procura diariamente”, concluiu.