quant
Fique ligado

Edição 654

Bruno Ferreira correu pelos Resistentes

Publicado

em

Pelo meio-dia do dia 27 de dezembro, o ultramaratonista Bruno Ferreira partiu da Alameda da Estação, juntamente com uns amigos, para cumprir o projeto solidário “A correr pelos Resistentes”.

O objetivo passava por correr até Fátima, num percurso de 220 quilómetros, em menos de 24 horas, chamando a atenção para o projeto “Resistentes – Equipa de Futebol de Serviço de Pediatria do IPO (Instituto Português de Oncologia) do Porto”. O guidoense assegurou que os objetivos foram cumpridos, pois deu “a conhecer a causa” dos Resistentes e fez o percurso em “20 horas, 26 minutos e 19 segundos”.
Bruno Ferreira, atleta da equipa Águias de Alvelos, contou que “já tinha o desejo de fazer o percurso Trofa-Fátima sempre a correr”, tendo-o transmitido aos seus “colegas da Trofa” que o “acharam interessante”, sugerindo que aliasse à aventura “uma causa solidária”. “Aceitei de imediato, porque cumprir um desejo e ainda ajudar era um dois em um”, completou.
O guidoense aproveitou a sua “visibilidade” no atletismo para fazer esta “chamada de atenção para as dificuldades que estas crianças passam”, apelando ao apoio através da aquisição de uma camisola dos Resistentes, pelo valor simbólico de três euros, ou fazendo um donativo através do NIB dos Resistentes 003503740000000553042 (Caixa Geral de Depósitos).
Bruno Ferreira garantiu que esta foi “uma experiência para a vida” e que “nunca se vai esquecer”, porque “realizar este percurso no contexto em que estava inserido é algo que marca para sempre”. Quanto a dificuldades, o guidoense referiu que “o momento mais complicado” aconteceu nos “últimos 40/50 quilómetros”, devido ao “desgaste acumulado”. As condições atmosféricas “não ajudaram”, porque estava “muito mau tempo, com vento e frio”, e a “alimentação também não estava a cair muito bem por problemas de estômago”.
O atleta espera que “esta chamada de atenção fique na memória das pessoas durante algum tempo, para que continuem a contribuir para a causa dos Resistentes”.

Continuar a ler...
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado.

Edição 654

Campo de treino para guarda-redes (C/Vídeo)

Publicado

em

Por

É a terceira vez que o departamento de formação do Clube Desportivo Trofense proporciona uma experiência diferente do habitual aos guarda-redes, com um campo de treino exclusivo para quem está à baliza. E para motivar ainda mais os jovens, houve convidado especial. António Ferreira, treinador de guarda-redes do Shakhtar Donetsk, esteve no complexo desportivo de Paradela para partilhar alguns dos conhecimentos adquiridos ao longo da carreira.
“Eu sei o quanto os jogadores valorizam isto na juventude, quando veem figuras que são referências para eles”, explicou o profissional, que atualmente integra a equipa técnica do clube ucraniano, juntamente com Paulo Fonseca.
“Mostrar como se prepara um jogo ao alto nível” foi o principal objetivo desta edição da iniciativa denominada “Defender +”. Daniel Araújo, coordenador de guarda-redes do Clube Desportivo Trofense explicou ainda que os jovens aprenderam os atributos que separam os bons dos maus guarda-redes. “A inteligência é o atributo mais importante. Um guarda-redes tem que ser capaz de perceber o jogo e orientar os colegas sem ter que estar a relatar”, explicou.
Por sua vez, António Ferreira destacou a importância da desvalorização da ideia de que “um guarda-redes para ser bom tem que ser maluco”. “Um bom guarda-redes é inteligente e tranquilo, porque normalmente vive situações de pânico, em que tem que conseguir raciocinar e encontrar solução”, sublinhou.
E numa posição tão sensível como é a de guarda-redes, o controlo emocional é um dos aspetos a ter em conta na preparação do jogador. “É importante a criação de um grupo coeso entre os guarda-redes da equipa. O aspeto psicológico que mais trabalhamos é a entreajuda e a capacidade de superação”, referiu Daniel Araújo.
Esta é uma das atividades que decorrem no clube durante a quadra festiva. Já no dia 27 de dezembro, decorreu uma palestra sobre a importância do treino invisível no futebol, que contou com plateia numerosa no Fórum Trofa XXI e que contou com a presença de André Carvalho e Luís Carvalho, médicos do CD Trofense, Pedro Silva, psicólogo, e Raquel Silva, nutricionista.

Continuar a ler...

Edição 654

400 no corta-mato escolar do Agrupamento da Trofa

Publicado

em

Por

O Agrupamento de Escolas da Trofa voltou a promover o corta-mato escolar, no final do 1.º período de aulas. A atividade contou com a participação de “400 alunos” e decorreu em simultâneo na Escola Básica Napoleão Sousa Marques e na Escola Secundária, “num ambiente saudável, em que os participantes evidenciaram empenho, alegria e um excelente comportamento”, avançou fonte da organização.
No final, os seis primeiros classificados de cada escalão etário/género foram apurados para o corta-mato escolar distrital, que tem lugar este mês, e que é organizado pela Direção do Desporto Escolar – Região Norte.

Continuar a ler...

Edição Papel

Comer sem sair de casa?

Facebook

Farmácia de serviço

 

arquivo

Neste dia foi notícia...

Ver mais...

Covid-19

Pode ler também

} a || (a = document.getElementsByTagName("head")[0] || document.getElementsByTagName("body")[0]); a.parentNode.insertBefore(c, a); })(document, window);