bougadense.jpg

 

 

 

 

 

Já sem o técnico José Maria, o Bougadense voltou a vencer e ascender à vice-liderança, posição que já não ocupava há cinco jornadas.

Ramalho foi o jogador que marcou o único golo da partida e que deu a vitória à equipa, que se encontra novamente na corrida ao primeiro lugar

O Atlético Clube Bougadense venceu o Candal por 1-0, num jogo a contar para vigésima sétima jornada. Esta vitória, para além de dar três pontos importantes para a equipa de Santiago de Bougado, deu um novo alento à formação que ocupa agora o segundo lugar da Divisão de Honra da Associação de Futebol do Porto.
Sob comando do ex-adjunto de José Maria, a formação bougadense não venceu facilmente, que depois de estar a vencer apenas pela margem mínima, foi confrontado com a contrariedade de jogar com dez unidades mais de cinquenta minutos.
A jogar em casa, a formação comandada agora por Augusto Veloso chegou à vantagem aos dezassete minutos, por intermédio de Ramalho e na sequência de um pontapé de canto, marcado por Tonanha, este que momentos antes tinha desperdiçado duas ocasiões soberanas para inaugurar o marcador.
As coisas complicaram-se quando Vitinha viu pela segunda vez o cartão amarelo, aos trinta e oito minutos. Reduzida a dez unidades a equipa de Santiago de Bougado teve de recuar e tentar gerir da melhor maneira possível a vitória, que acabaram por alcançar.
Augusto Veloso mostrou-se muito satisfeito com a vitória e afirmou que “a vitória foi muito justa. Foi com muito sacrifício e com muita força de vontade que os jogadores trabalharam hoje. No balneário há uma alegria enorme por este triunfo, assim como os adeptos que estão satisfeitos com o empenho e dedicação desta equipa”. Importa agora “união entre o grupo de trabalho” para que o Bougadense avance sempre através das vitórias, rumo a uma desejada subida de divisão.
O Nogueirense consentiu um empate com o Coimbrões e, não aguentando o peso da primeira posição que ocupava na abertura da vigésima sétima jornada, desceu para o quarto lugar. O Amarante goleou o Baião por 4-2 e reassumiu a liderança da classificação, com mais um ponto que o Bougadense. É detentor da melhor defesa (16 golos sofrido) e do melhor ataque (53 tentos marcados). O Oliveira do Douro surge na terceira posição depois de ter derrotado o Vilarinho. O Avintes, Coimbrões e Candal encontram-se lado a lado nas posições seguintes com igualdade pontual.
Em lugar preocupante encontram-se o Castelo da Maia, que apesar de estar abaixo da “linha de água” venceu o Sobrado pode ainda sonhar com a manutenção. O Canelas está cada vez mais no fundo da tabela classificativa e, com catorze pontos a menos que o primeiro acima da despromoção, o seu destino começa-se a traçar na direcção da I Divisão da AFP.

Jogo: Parque de Jogos da Ribeira
A.C. Bougadense: Coelho, Virgílio (Flávio 45’), Miguelito, Armando (Tó 49’), Ramalho, Matos, Ricardo, Vitinha, Tonanha (Alexis 77’), Sérgio Borges e Henrique
Treinador: Augusto Veloso
C.D. Candal: Crespo, Valente, Ruben, Tozé, Bruninho (Pedro 45’), Gonçalo (Serginho 60’), Tiago Santos, Vinagres, Marco, Vitó e Zézé (Zé Barbosa 65’)
Treinador: Paulo Manuel
Cartões Amarelos: Ramalho, Vitinha, Armando, Miguelito, Sérgio Borges e Coelho, do Bougadense; Marco, Pedro, Zézé e Valente, do Candal
Cartão Vermelho: Vitinha, por acumulação de cartões amarelos
Árbitro: Pedro Maia, auxiliado por Emílio Tavares, Abel Rodrigues e Ludovico Franco
Marcadores: Ramalho (17’)
Resultado ao intervalo: 1-0
Resultado final: 1-0

Classificação da Divisão de Honra
01º – Amarante – 56 pontos
02º – Bougadense – 55 pontos
03º – Oli. Douro – 54 pontos
04º – Nogueirense – 54 pontos
05º – Perosinho – 45 pontos
06º – Candal – 42 pontos
07º – Coimbrões – 42 pontos
08º – Avintes – 42 pontos
09º – Grijó – 38 pontos
10º – Vilarinho – 37 pontos
11º – Perafita – 34 pontos
12º – Pedrouços – 33 pontos
13º – Leverense – 30 pontos
14º – Sobrado – 29 pontos
15º – Castelo da Maia – 28 pontos
16º – Sousense – 24 pontos
17º – Canelas – 15 pontos
18º – Baião – 6 pontos