Mau futebol aquele que se assistiu no Complexo Desportivo Rei Ramiro, reduto do Candal. O Bougadense não conseguiu apresentar a coesão defensiva que havia mostrado no passado sábado e o Candal acabou por aproveitar o nervosismo dos forasteiros para arrecadar os três pontos.

 

O jogo ficou marcado pelas sucessivas paragens que, para além de quebrar o ritmo aos atletas, desagradava ocandal_bougadense.jpg pouco público presente no complexo desportivo.

Interrupções à parte, a equipa visitante poderia ter inaugurado o marcador aos 12 minutos, mas Paulinho isolado rematou pr cima da baliza do Candal. A estas oportunidades somaram-se outras que o Bougadense não conseguiu concretizar. Por outro lado o conjunto caseiro aproveitou uma falta à entrada da grande área para inaugurar o marcador, por intermédio de Lourenço, fazendo assim o 1-0, resultado final.

A equipa do Bougadense soma, neste momento, um ponto, em dois jogos, com um empate e uma derrota, e para a próxima jornada recebe o recém-promovido Senhora da Hora.

De lamentar os comentários racistas dirigidos ao jogador bougadense Yano, que surgiram da bancada onde se encontravam alguns adeptos do Candal. Actos reprováveis que, infelizmente, continuam a perseguir o desporto rei.