O Bougadense somou novo desaire intramuros, desta vez com o Candal, por duas bolas a uma. A equipa de Vila Nova de Gaia marcou primeiro e o Bougadense reagiu de imediato com o empate. Mas viria a ser o Candal a sair vitorioso, com um excelente golo de Barbosa.

Não está fácil para o Bougadense reencontrar o caminho das vitórias. A formação de Renato Pontes perdeu, este domingo, com o Candal, por 1-2, e alargou para 11 o número de jogos sem vencer em casa, sendo que último triunfo foi alcançado em Valongo, há cinco jornadas.

Frente a um dos candidatos à subida, o conjunto de Santiago de Bougado entrou no jogo a dominar na posse de bola, mas sem conseguir construir lances que constituíssem perigo para a baliza de João Gomes.

O primeiro lance ofensivo que acabou por importunar a defesa adversária foi protagonizado pelo Candal, num cabeceamento de Tozé, na sequência de um cruzamento de Lourenço, o carrasco Bougadense que marcou o golo solitário que deu os três pontos à equipa candelense na primeira volta.bougadense_candal-(2)_para-.jpg

E viria a ser o mesmo Lourenço a colocar o Candal em vantagem, aos 40 minutos, na sequência de uma grande penalidade, a sancionar uma falta de Henrique, que mesmo assim não manchou a excelente exibição do lateral direito bougadense, um dos últimos reforços da equipa, vindo das escolas de formação do Rio Ave.

O Bougadense reagiu de imediato e chegou à igualdade, num cabeceamento de Lírio, que não deu hipóteses de defesa a João Gomes.

Luís Carlos foi o primeiro jogador a evidenciar as intenções do emblema bougadense, no reatamento, com um remate que saiu um pouco por cima do travessão candelense. Também Paulinho, que rendeu João Paulo, desperdiçou uma grande oportunidade, ao cabecear para fora.

A resposta do Candal surgiu num dos melhores períodos da equipa forasteira. Vila Cova ainda conseguiu adiar o pior com uma excelente defesa a negar o golo a Serginho, mas não evitou o tento de Barbosa, aos 77 minutos, um remate em chapéu de meio campo, que surpreendeu o guardião bougadense.

A reacção do Bougadense voltou a ser positiva, com Henrique a protagonizar o melhor lance que podia ter dado o empate, não fosse o excelente remate do lateral ter sido interceptado por João Gomes, que desviou para canto.

Antes do apito final do árbitro, o conjunto de Renato Pontes ainda desperdiçou uma nova oportunidade, com um cabeceamento de Pinto, que saiu por cima da baliza.

O Bougadense soma 18 pontos e foi ultrapassado, na tabela classificativa, pelo Pedrouços. Três pontos separam a formação de Santiago de Bougado da linha de água, ocupada por Rio Tinto, Perafita e Senhora da Hora, o último próximo adversário da equipa.

 

"Vitória justa com um golo excelente golo"

O Candal continua a perseguir os principais opositores na luta pela subida e somou mais uma vitória, que o técnico Fernando Matos considerou "justa". O segundo golo alcançado "com alguma felicidade" acabou por ser determinante na obtenção deste triunfo que "premeia a excelente exibição da equipa, principalmente na primeira parte. Na segunda parte, também por culpa do adversário, já não tivemos tanta posse de bola e o guarda-redes adversário também fez uma excelente exibição".

Considerando que o Candal está fazer uma boa campanha na Divisão de Honra da Associação de Futebol do Porto, Fernando Matos acredita que "com o que ainda falta do campeonato e com alguma sorte", possa atingir objectivo de subir de divisão.

 

"Merecíamos o golo do empate"

Pelo que a equipa fez durante o jogo, Renato Pontes considerou o score negativo "desajustado". O golo "incaracterístico" acabou por ser determinante, assim como "a ansiedade da equipa nas acções ofensivas".

O técnico referiu que o Bougadense tentou "chegar a situações de finalização, sendo umas vezes bem conseguidas, outras nem por isso. Ficou uma reacção muito positiva por parte da equipa, merecíamos o golo do empate. Resta-nos pensar no futuro, que é já no domingo para tentar conseguir inverter esta onda de resultados negativos".

A solução da crise directiva, que se prevê estar resolvida já nesta semana, pode ajudar a equipa a conseguir a tranquilidade necessária: "nesta altura a equipa precisa de apoio, de gente próxima da equipa, que regularize as situações que estão em atraso", sublinhou.

Também o apoio da massa associativa mereceu a nota positiva do treinador: "penso que as pessoas perceberam que não adianta nada assobiar, porque a equipa, neste momento, está a precisar é de apoio".

 

Jogo: Parque de Jogos da Ribeira

Bougadense: Vila Cova, Mó, Lírio, Virgilio, Henrique, Ricardo Sá, Pinto, Luís Carlos, Ricardo Costa (Queirós 60'), João Paulo (Paulinho 65') e Flávio (Ramalho 80')

Treinador: Renato Pontes

Candal: João Gomes, Barbosa, César (Zé Tiago 58'), Tozé (Miguel ), Valdir, Serginho (Gomes 77'), Lourenço, Bernardo, Zézé, Vitó e Oliveira

Treinador: Fernando Matos

Árbitro: Ricardo Moreira, auxiliado por Roberto Moura, Miguel Nascimento e Nuno Matos

Cartões Amarelos: Barbosa (32'), Henrique (39'), Tozé (43'), Zézé (53'), Vitó (74'), Virgílio (79') e João Gomes (90'+2')

Marcadores: Lourenço (40' g.p.), Lírio (42') e Barbosa (77')

Resultado ao intervalo: 1-1

Resultado final: 1-2

 

Resultados 19ª Jornada

Pedrouços 1-1 Valonguense

Várzea Douro 0-3 Ataense

Ermesinde 1-0 Vilanovense

Sousense 1-0 Arcozelo

Bougadense 1-2 Candal

Rio Tinto 2-3 Sra Hora

Avintes 0-1 Alpendorada

Canidelo 0-0 Coimbrões

Perafita 2-1 Perosinho

 

Próxima jornada (03-02-2008)

Ataense-Valonguense

Vilanovense-Várzea Douro

Arcozelo-Ermesinde

Candal-Sousense

Sra Hora-Bougadense

Alpendorada-Rio Tinto

Coimbrões-Avintes

Perosinho-Canidelo

Perafita-Pedrouços

 

Classificação

  1. Alpendorada – 45 pontos

  2. Coimbrões – 43 pontos

  3. Ataense – 40 pontos

  4. Candal – 37 pontos

  5. Arcozelo – 34 pontos

  6. Valonguense – 32 pontos

  7. Sousense – 29 pontos

  8. Avintes – 26 pontos

  9. Perosinho – 23 pontos

  10. Canidelo – 22 pontos

  11. Várzea Douro – 22 pontos

  12. Rio Tinto – 21 pontos

  13. Perafita – 21 pontos

  14. Sra Hora – 21 pontos

  15. Pedrouços – 20 pontos

  16. Bougadense – 18 pontos

  17. Vilanovense – 1 4pontos

  18. Ermesinde – 5 pontos