A população do Muro parece irredutível no que toca à intenção de fazer um boicote às eleições presidenciais.

O constante adiamento da vinda do Metro até à Trofa despoletou a indignação dos murenses que, apoiados um pouco por todo o concelho, resolveram “levantar a voz” aos governantes do país para exigir o meio de transporte, que lhes foi prometido aquando da desactivação da “via estreita” do comboio, já lá vão oito anos.

Leia mais na edição papel do NT, já nas bancas.