Manuel Clemente, bispo do Porto, foi a grande surpresa das festas de S. Roque de 2008, na freguesia de Alvarelhos. Satisfeito com a visita do bispo, o presidente da Junta de Freguesia, Joaquim Oliveira, frisou que "esta é sempre uma boa forma para trazer muitas pessoas à freguesia".

s.roque-(1).jpgOs tapetes de flores coloriam as ruas da freguesia de Alvarelhos para receber a procissão em honra de S. Roque. Segundo os mais antigos este é o momento mais alto "e o mais bonito" da festa.

À porta de cada casa, algumas horas antes do início da caminhada em direcção à capela com o nome do Santo, são muitos os que se juntam  para cobrir as ruas de tapetes de flores.

A fanfarra, este ano a dos Bombeiros Voluntários de Moreira da Maia, abriu caminho para a passagem dos históricos nove estandartes, do Grupo de Jovens de Santa Maria de Alvarelhos, dos cinco andores enfeitados de flores, e da grande surpresa deste ano, o Bispo do Porto D. Manuel Clemente.

Pela primeira vez na festa em honra de S. Roque, em Alvarelhos, D. Manuel Clemente, em entrevista ao NT afirmou que "esta é sempre uma boa forma de juntar as pessoas, é uma virtude ter  tantas pessoas em volta de uma devoção, que é a devoção a S. Roque". O Bispo mostrou-se satisfeito com a manutenção das tradições e desta festa que já se realiza há centenas de anos.

Satisfeito estava também José Ramos, pároco da freguesia, com "a visita surpresa do Sr. Bispo" e com a organização da festa. No final, o pároco aproveitou ainda para fazer um novo convite a D. Manuel Clemente para o seu regresso às próximas festas que se realizam na freguesia, as de Santa Eufémia.

Joaquim Oliveira, presidente da Junta de Freguesia de Alvarelhos, também marcou presença na romaria e frisou a importância destas festas para a freguesia: "Desde há várias centenas de anos que se realizam estas festas. Penso que desde o princípio do século XVIII que se realiza esta romaria em honra de S. Roque. E a minha palavra para as populações é de agradecimento e de reconhecimento pelo trabalho que fazem, pela dedicação e pelo seu empenho em realizar sempre estas festas de uma forma que a gente se pode orgulhar".

Rodeado de algumas centenas de populares, que se juntavam à festa perto da capelinha, o presidente confessou ao NT que "esta é sempre uma boa forma de trazer muitas pessoas à freguesia".  

O dia litúrgico em que se festeja o S. Roque é dia 16 de Agosto, contudo as festas começaram na passada quarta, e só terminam esta segunda-feira, ao final do dia. Os membros da Comissão de festas mostraram-se satisfeitos, visto que a organização da festa "superou as expectativas", com "muitas pessoas" a acorrer à romaria.

Vitor Rocha, um dos membros da Comissão, fez um balanço dos dias mais apetecidos da festa: "Na sexta-feira tivemos uma participação mais familiar, com o grupo de Hip Hop Alvadance, o Grupo Coral Juvenil de Alvarelhos, o Grupo Coral Nossa Senhora da Assunção de Alvarelhos e depois tivemos um conjunto, que estava dentro das nossas despesas, o Grupo Musical Colheita Nova. Já no sábado a afluência de pessoas também superou as nossas expectativas, tivemos um grupo mais popular que atraiu grandes e pequenos ao Monte. Depois o fogo de artifício foi um sucesso, as pessoas ficaram bastante satisfeitas e até nos telefonavam da Trofa a dizer que tinham gostado muito e até brincavam, dizendo que a sessão de fogo tinha sido melhor do que a da festa da Senhora das Dores. Domingo esteve muito bom tempo, tivemos a actuação de três ranchos vizinhos, o que também atraiu muita gente e na procissão tivemos a agradável surpresa do Sr. Bispo".

Quando questionado sobre a aposta feita pela Comissão de festas na escolha de grupos da freguesia, Vitor Rocha explicou que "foi uma boa aposta. Trouxemos a prata da casa, eles fizeram uma festa bonita, que juntou muitas pessoas, principalmente as famílias, e no final demos uma oferta simbólica, dentro do nosso orçamento. Porque o conceito do Monte de S. Roque é juntar famílias e é isso que queremos".

Segundo os membros da Comissão de festas "a única falha foi da Câmara Municipal da Trofa. Mandamos os convites e não apareceu ninguém, por isso espero que não apareçam também nas eleições", reiterou Vitor Rocha.

Isabel Moreira Pereira