As instalações do Clube Slotcar da Trofa receberam uma prova regional de bilhar e um open sub-21. Equipas trofenses também dão cartas nas provas nacionais. O Clube Slotcar da Trofa recebeu a sétima e penúltima prova regional da Liga dos Campeões, Bilharmania. A equipa que representou a associação trofense não conseguiu ir além do 7º lugar, enquanto a AM Pool, de Rio Tinto, conseguiu vencer e já é campeã antecipada.

As instalações do clube foram pequenas para albergar as 16 equipas inscritas na prova, pelo que a associação teve de pedir o apoio a outros dois estabelecimentos para cumpri-la em três dias.

Apesar de carregar no nome o peso de uma modalidade, que motivou o seu nascimento, a verdade é que o Clube Slotcar da Trofa há muito que deixou de ser apenas um ponto de encontro de amantes de miniaturas de quatro rodas. O bilhar é outra das modalidades que está a ganhar força e quem a pratica não tem dúvidas que não há na região condições como a que a associação oferece. “Temos bons cafés, mas a nível de espaço e dos próprios bilhares, não há melhor do que o Clube Slotcar da Trofa. 

 

Inclusive, temos um bilhar de nove pés, que não existe na zona da Trofa, Santo Tirso, Famalicão”, explicou Vítor Andrade, atleta sénior, que compôs uma equipa do clube trofense com Filipe Cruz “Briguel”, Rui Pinho, José Souto “Mota” e Paulo Sousa “Polux”.

No domingo, foi a vez dos mais novos competirem, no Open de Sub-21, que também decorreu nas instalações do Clube. Paulo Sousa “Polux” conseguiu o 3º lugar, enquanto João Costa “Cenoura” alcançou o 9º posto. Este atleta ganhou o gosto pela competição na associação trofense e elogia “as condições” oferecidas que permitiram “lançar” a sua carreira no bilhar. “Como forma de lazer, tem um espaço muito agradável, um bar espetacular e um ambiente onde param pessoas espetaculares. Isto é mesmo uma academia. Para pessoas que queiram competir, existem três bilhares iguais e dois diferentes e os sócios têm bastantes descontos e regalias”, explicou.

Até a forma “evoluída” como fala da modalidade aprendeu neste clube: “Já a percebo um pouco acima do que um jovem da minha idade podia saber”. “Cenoura”, como é conhecido entre amigos, quer seguir uma carreira desportiva no bilhar. Este é o objetivo do Clube Slotcar da Trofa ao promover a modalidade. O presidente, João Pedro Costa,  explicou ao NT e TrofaTv que a intenção “é fazer com que os mais novos possam apostar numa carreira de bilhar e que possam praticar durante 20 ou 30 anos a nível nacional”. A regalia de possibilitar “jogar gratuitamente” é uma das “armas” que a associação utiliza para captar a atenção dos jovens.

Objetivo é ocupar os tempos livres dos jovens

Ao marcar a diferença por explorar novas modalidades, o Clube Slotcar da Trofa quer manter ocupados os jovens de uma forma saudável. João Pedro Costa sublinhou que grande parte das mais de 50 semanas do ano “estão ocupadas com atividades de grande importância”. As instalações do Clube Slotcar da Trofa estão abertas para receber novos atletas e associados. “Os bilhares do clube, em primeira linha, são para utilização dos sócios do clube. A direção procura, permanentemente, o aumento de associados, incutindo descontos interessantes para a utilização dos equipamentos. 

Por exemplo, um jogador até aos 16 anos, que seja nosso associado, não paga qualquer tipo de cota e para jogar uma hora de bilhar, paga apenas 50 cêntimos. É um valor irrisório, porque encaramos isto como uma aposta desportiva. As instalações estão abertas a toda a comunidade trofense e não só, pois, felizmente, conseguimos trazer muita gente de concelhos limítrofes à Trofa. Não há lugares semelhantes a este para jogar bilhar”, asseverou.

As equipas de bilhar da Trofa também dão cartas nas provas nacionais promovidas pela Federação Portuguesa de Bilhar. Uma delas assegurou a subida à 2ª Divisão no pool português e outra vai lutar pelo título de campeã nacional no pool, numa prova a disputar em Oeiras.  

{fcomment}