À imponência arquitetónica e cultural de uma casa bem conhecida de trofenses e visitantes juntou-se a beleza musical com que alguns tiveram o prazer de se deleitar, na tarde de sábado, 26 de outubro.

A Reislândia, habitação de Eduardo Reis, situada junto à Estrada Nacional 104 e reconhecida pelas obras de arte que se multiplicam pela propriedade – que dizer da última, a recriação da Torre de Pisa? – foi palco de um concerto da Banda de Música da Trofa, orientada pelo maestro Luís Campos.

O anfitrião, Eduardo Reis, que providenciou um lanche-convívio depois do concerto, aproveitou a oportunidade para, junto dos convidados, sublinhar que “a Banda de Música é Nossa, assim como a Reislândia é da Trofa” e que ambas são “um marco cultural” do concelho.

“Evitemos, dentro do possível, o encerramento de nossas instituições e meios de comunicação”, afirmou, para depois lançar um desafio para o novo ano de 2020: “Sermos melhores um pouquinho, praticando muitas, ainda que pequenas, boas ações e que nunca digamos não a quem humildemente nos estenda a mão”.