A Banda de Música da Trofa deslocou-se a Vila Nova de Cerveira, no domingo, dia 26 de Setembro, para participar no V Festival de Bandas Filarmónicas.

Para além dos músicos da Trofa, marcaram também presença neste festival a Banda de Ponte de Lima, a Banda Musical de Pevidém e a Banda de Música dos Mineiros do Pejão, bem como a Banda de Música Artística de Merza, de Espanha, que veio dar um ar internacional ao certame.

O festival teve duas partes distintas ao longo daquele dia. Pelas 10 horas começou o desfile das cinco bandas participantes, em frente aos Paços do Concelho, onde estavam presentes todas as autoridades locais, bem como o vereador da Cultura da autarquia da Trofa, Assis Serra Neves. Às 13 horas, a entidade organizadora do evento ofereceu um almoço às comitivas das bandas, onde foram distribuídas lembranças às respectivas direcções.

Ao presidente da Banda de Música da Trofa, Luís Lima, foi oferecido um troféu, pelas mãos de Belarmino Valente, um dos principais mentores do Festival de Bandas.

Cerca das 15 horas, teve início um concerto de todas as Filarmónicas, tendo cada actuação durado cerca de 30 minutos. A Banda de Música da Trofa foi a terceira a actuar, perante uma vasta multidão de pessoas interessadas em ouvir a evolução musical do grupo, que executou as seguintes obras: Agarrate Saxo (Montanes), Thannauser (Richard Wagner), Principe Igor (Alexander Borodin).

Terminado o concerto, pelas 19.30 horas, as cinco bandas presentes no certame executaram em conjunto uma marcha final na praça principal de Vila Nova de Cerveira, frente às entidades convidadas e organização.

O V Festival de Bandas Filarmónicas foi proveitoso para a Banda de Música da Trofa, uma vez que originou uma série de possíveis contratos para a banda para a época que se avizinha.