As câmaras municipais da Trofa, Maia e Vila Nova de Famalicão apelam que a obra da variante à Nacional 14 seja incluída no Programa de Investimentos e Despesas de Desenvolvimento da Administração Central de 2013. As câmaras municipais da Trofa, Maia e Vila Nova de Famalicão decidiram enviar um ofício conjunto a Sérgio Monteiro, Secretário de Estado das Obras Públicas, Transportes e Comunicações, onde apelam que a obra da variante à nacional 14 seja incluída no Programa de Investimentos e Despesas de Desenvolvimento da Administração Central (PIDDAC) de 2013.

A Estrada Nacional 14, entre Maia e Vila Nova de Famalicão, encontra-se sobrecarregada detrânsito rodoviário que impede a normal circulação de pessoas e mercadorias, dificultando o funcionamento de muitas e fortes unidades industriais servidas por esta artéria central do norte do País, bem como a degradação do pavimento e diminuição da segurança.

A solução para este problema está há “muito encontrada” e passa pela construção de uma variante à Nacional 14, entre a Maia (nó do Jumbo) e Vila Nova de Famalicão (Nó da Cruz IP1/A3). O projeto base está concluído e aprovado desde o ano passado, contando com o “total consenso entre todos os municípios envolvidos”. Como desde essa altura não são conhecidos mais desenvolvimentos, as câmaras municipais decidiram interpelar Sérgio Monteiro, uma vez que o Governo se encontra a preparar o Orçamento de Estado para o próximo ano.

Leia a reportagem completa na edição desta semana d’ O Notícias da Trofa, disponível num  quiosque perto de si ou por PDF.

{fcomment}