A oferta dos livros escolares às crianças do 1º ciclo atrasou-se devido à lei dos compromissos.

Cerca de 1500 crianças que frequentam o 1º ciclo do ensino básico público no concelho foram contempladas com a oferta de livros escolares no início do ano letivo. A Câmara Municipal da Trofa manteve a medida por “ter consciência das dificuldades financeiras que, todos os anos, as famílias trofenses veem-se confrontadas” no início do ano letivo. 

Desta vez, a entrega dos manuais escolares sofreu um atraso “decorrente da lei dos compromissos”, mas Teresa Fernandes, vereadora da Educação, garantiu que brevemente os meninos iriam recebê-los. “Só depois de termos fundos disponíveis é que pudemos fazer o ajuste direto às papelarias que estavam interessadas”, explicou a autarca. Desde que implementou esta medida – esta é a terceira vez que a Câmara oferece os manuais – a autarquia delegava na Federação das Associações de Pais da Trofa (FAP Trofa), ao contrário deste ano letivo em que tomou conta do processo. 

José Maria Oliveira, presidente da FAP Trofa, considera que se a federação estivesse responsável pela entrega, as crianças já teriam os livros. “Reconheço que a agilização de todo o processo é mais fácil para nós do que para a Câmara, pois lá é sempre mais burocrático. Nas duas vezes que fizemos a entrega, no primeiro dia de aulas todos os alunos tinham os manuais. No entanto, temos a garantia que até ao fim da semana a entrega será concluída”, frisou.

Para reduzir o peso do orçamento das famílias para o regresso às aulas das crianças, a Câmara Municipal da Trofa gastou 58 mil euros. Mesmo assim, adianta o executivo, houve “uma poupança de três mil euros” devido ao projeto “Muito+”, que no primeiro ano de vigência ajudou a recuperar 300 manuais para serem reutilizados neste novo ano escolar. Com a oferta dos livros, a autarquia pretende também “salvaguardar a democratização do acesso das crianças a uma educação de qualidade e equitativa”, pois considera que “todas as crianças são iguais e que todas merecem as mesmas oportunidades”. 

 {fcomment}