A Câmara Municipal da Trofa promove atividades para comemorar o Dia Mundial da Poesia.

Promover e divulgar a poesia e a cultura portuguesa, foram os objetivos da Câmara Municipal da Trofa ao associar-se à Área Metropolitana do Porto para comemorar o Dia Mundial da Poesia, dedicando-lhe uma semana. A manhã de quarta-feira foi marcada por diversas atividades que decorreram em vários pontos do concelho. A Casa da Cultura recebeu a iniciativa “Estendal Poético a Nível Metropolitano”, onde foram colocados poemas num estendal montado na entrada principal. O Parque de Nossa Senhora das Dores acolheu a atividade “Leitura simultânea de poemas”, onde cerca de 130 alunos, do JI de Feira Nova, Escola de Cedões, Giesta 1 e do Muro fizeram uma leitura de poemas em simultâneo com toda a Área Metropolitana onde foram lançados balões com poemas em todos os concelhos e em simultâneo. 

Joana Lima, presidente da Câmara Municipal da Trofa, estava bastante satisfeita com a realização desta iniciativa, que “engrandece e enobrece o concelho”, realçando que “os custos foram praticamente nulos”. “Todos os alunos da Área Metropolitana do Porto, em simultâneo, puderam sensibilizar a população com um tema interessante. Eu penso que é uma atividade que vem enriquecer cada vez mais os nossos alunos e os seus pais, que ajudam os filhos na elaboração de poemas”, asseverou. A presidente aproveitou para agradecer: “A todos os intervenientes nesta ação pelo facto de estarem sempre disponíveis, podendo contribuir para que o concelho fique cada vez mais forte na área da cultura”. 

A Casa da Cultura da Trofa, em conjunto com as escolas, organizaram várias iniciativas e na passada segunda-feira, quem visitasse a Casa da Cultura encontrava o chão coberto de livros, convidando a comunidade a “apanhar um livro e sentar-se a ler”. Houve ainda a exibição e comentário dos filmes, no dia 20, “O Carteiro de Pablo Neruda” e “O Clube dos poetas mortos”. Além destas atividades, nas escolas foram promovidas várias atividades, desde a elaboração e declamação de poemas, exposição de poesia, entrega de poemas pelos alunos pelas lojas comerciais, uma desgarrada de quadras do poeta António Aleixo e jogos de rimas com os utentes de um lar de idosos.

Tributo a José Afonso

Também o dia 23 de março será marcado por um Tributo a José Afonso, através do Concerto “Cantares do Andarilho”, pelas 21.30 horas. O auditório da Junta de Freguesia de S. Martinho de Bougado será palco desta atividade que contará com a presença de Ivo Machado, no canto, Carlos Carneiro, na guitarra clássica, Rui Mesquita, no piano, e António Sousa, na declamação. Este grupo de artistas já atuou em Vila Nova de Famalicão, onde mais de 500 pessoas marcaram presença ao tributo. Por essa razão, Ivo Machado espera que a recetividade na Trofa seja a mesma, para que o concerto seja “muito participado e com muita interatividade”. “Passaram 25 anos sobre a morte daquele que foi o maior cantor de intervenção em Portugal, sendo que os portugueses devem um bocado ao cantor, pois foi ele que contribuiu para a instalação da democracia. Eu penso que todas aquelas pessoas que amam a liberdade, não deixarão de ter o José Afonso na sua cabeça e também no seu coração. Daí achar que todos os trofenses que amam a liberdade, que gostam da democracia poderiam aparecer para fazermos todos uma festa em conjunto e, em certa forma, homenagear e prestar tributo a José Afonso”, afirmou Ivo Machado.

O tributo será composto por “canções de grande valor e qualidade”, não sendo necessariamente as mais conhecidas ou cantadas. Para abrilhantar ainda mais este tributo, a autarquia convidou os Gaiteiros da Ponte Velha e o
Coro da Primavera. 

{fcomment}