O prémio de Boas Praticas no Sector Publico, atribuído à Câmara Municipal da Trofa, no âmbito do trabalho desenvolvido na Loja Social foi apresentado à comunicação social e às instituições parceiras da autarquia. Bernardino Vasconcelos diz-se "orgulhoso e honrado" por ver este trabalho reconhecido a nível nacional.

O autarca falava na conferencia de imprensa convocada para apresentar o premio e para explicar o âmbito da atribuição desta distinção pela Delloite em parceria com o Diário Económico, a Sic, o INA e a FLAD.

A Menção Honrosa pelo trabalho desenvolvido na Loja Social, atribuída ao município no âmbito da iniciativa prémio  de Boas Práticas no Sector Público pretende identificar e destacar as Boas Práticas, independentemente da sua origem ou magnitude. Bernardino Vasconcelos, presidente da autarquia, realçou o "reconhecimento que este premio significa para o trabalho da autarquia".

Este prémio visa divulgar iniciativas de relevo no Sector Público (administrativo, empresarial, organismos de ensino e sector da saúde), que sirvam de exemplo para os diversos organismos cujas ideias possam ser reaproveitadas.

Vasconcelos acrescentou ainda que "este prémio representa de facto uma cooperação e uma partilha de responsabilidades de vivências, entre aquilo que é a instituição pública e aquelas que são particulares, a Cruz Vermelha, a Misericórdia, o ASAS e também a segurança social numa simbiose interessante no sentido de dar melhores respostas aos cidadãos".

O eil relembrou que "ao longo dos anos, temos tentado fazer uma política nunca isoladamente, porque ninguém fez nada na vida sozinho…fizemos em relação à nossa comunidade nova com 9 anos em que procuramos a nossa identidade, temos procurado um conjunto de projectos, atitudes que ajudem a criar e a desenvolver a nossa identidade e este prémio vem satisfazer a vossa auto-estima", frisou.

Já Jaime Moreira, vereador responsável pelo pelouro da Acção Social, que gere esta valência, considerou a Loja Social da Trofa como " um projecto pioneiro, integrado, para os munícipes. A Câmara decidiu candidatar este projecto ao Prémio das Boas Práticas no sector público, e este premio foi contemplado porque entenderam que é um serviço virado para as pessoas, que faz com que os munícipes tenham os seus problemas sociais de uma forma estruturada.

Moreira relembrou que "dos 78 candidatos nesta categoria apenas a Camara da Trofa e a a PSP de Lisboa, foram galardoadas com uma menção honrosa. Estamos todos de parabéns, não só a Câmara, mas todos os parceiros que se associaram desde o início".

A loja social em números

Aberta há cerca de um ano a Loja Social da trofa surgiu como um projecto pioneiro a nível nacional e conta com um numero médio de visitas/mês de 700 pessoas. Problemas de habitação, desemprego, pobreza são apenas algumas das situações com as quais os técnicos da autarquia e das instituições de solidariedade social do concelho se deparam diariamente.