A ida a Lisboa foi o tema central na Assembleia de Freguesia do Muro, realizada na sexta-feira, dia 27 de abril, com o presidente da Junta a agradecer a contribuição e a colaboração da população murense.

Trinta minutos depois da hora marcada (21.30 horas), teve início a Assembleia de Freguesia do Muro, numa noite em que Miguel Portas, eurodeputado falecido a 24 de abril, foi louvado pela sua frontalidade e pelo papel importante na democracia. Carlos Martins, presidente da Junta de Freguesia, pediu para ser acrescentado mais um ponto na agenda de trabalhos: discussão e votação do protocolo de delegação de competências, que foi aceite pelos membros presentes. O autarca explicou que o ponto não estava em agenda, porque quando a convocatória foi redigida, o mesmo ainda não tinha sido aprovado em Assembleia Municipal.

Nos assuntos de interesse para a freguesia, o autarca informou os presentes sobre a ida da população a Lisboa, onde assistiram, na Assembleia da República, à discussão dos projetos de resolução sobre a linha do Metro da Trofa. O autarca afirmou “que em termos gerais correu muito bem”, tendo havido mais mobilização, por parte da população, do que aquela que estava a contar, aproveitando para agradecer às várias pessoas que tornaram esta viagem possível e que “lutam bastante pela causa do metro”. Agradeceu ainda às empresas que contribuíram para os autocarros, frisando que a Junta de Freguesia não gastou dinheiro algum com esta viagem, bem como aos deputados, que receberam bem a população murense.

Carlos Martins acredita que se não existisse tanta mobilização das pessoas, “o projeto nem a votação ia”. O projeto, que estava cancelado, foi “tirado da gaveta”, estando agora “à espera que haja novo financiamento ou nova autorização para ser lançado”. Mas, “pelo menos, a proposta apresentada pelo Partido Comunista foi aprovada”, com a abstenção dos partidos do Governo, sublinhou. Para finalizar o assunto, o presidente afirmou que se deve “continuar sempre com o ruidinho, para se lembrarem que a freguesia do Muro está atenta a isso”. Carlos Martins aproveitou o momento para comunicar que, apesar do “descontentamento” de “quatro freguesias, que não vão participar”, “a freguesia do Muro vai estar representada na ExpoTrofa”, que será realizada junto à nova estação da CP, em Paradela, “devido, pelo menos foi o que alegaram, às obras nos parques vão começar agora em junho”.

Leia a reportagem completa na edição desta semana d’ O Notícias da Trofa, disponível num  quiosque perto de si ou por PDF.

{fcomment}