O acto rotineiro de atravessar a estrada utilizando uma passadeira esconde por vezes um perigo de morte. Na manhã de quinta-feira, 14 de Fevereiro, Albertina Campos foi atropelada por um veiculo ligeiro quando travessava a Rua 16 de Maio, em Santiago de Bougado, mesmo em frente à sua casa.

   A vítima acabou por ser assistida no local pelos Bombeiros Voluntários da Trofa e acabou por ser transportada aos hospital.

A senhora não sofreu ferimentos visíveis e "aparentemente não tem nada partido", segundo confirmou ao NT o marido da vítima, "apenas muitas nódoas negras e tonturas"

Este não é o primeiro atropelamento que ocorre neste local, já que a passadeira está colocada numa lomba, no final de uma recta num local propicio à velocidade dos automobilistas.

Recorde-se que há cerca de dois anos um menino que pertencia ao coro dos Meninos Cantores do município da Trofa morreu naquele local, vítima de atropelamento.