“Roubaram-nos o comboio e agora até o marco do correio”. Foi em jeito de brincadeira, mas sem esconder a admiração, que Dolores Ribeiro, proprietária do Café da Estação, no Muro, se deparou com a falta do marco do correio existente junto ao estabelecimento. O furto aconteceu na madrugada de 16 de outubro e deixou a população daquela zona sem local para colocar as cartas.