Assembleia Municipal aprovou, com a abstenção do PSD e CDS, o Orçamento para 2011. Cerca de 67 por cento do valor será aplicado no pagamento de responsabilidades assumidas em anos anteriores.
São muito milhões… 77,4 milhões de euros é o valor do Orçamento da Câmara Municipal da Trofa para 2011. A proposta que foi aprovada pelo PS, com 15 abstenções do PSD e CDS, retrata um ano de contenção para o concelho. Isto, porque cerca de 67 por cento deste valor, ou seja, 52 milhões de euros, são “compromissos assumidos e não pagos, que transitam de anos anteriores”.

Os números foram apresentados pelo vice-presidente da autarquia e vereador do pelouro das Finanças, José Magalhães Moreira, que para a apresentação deste Orçamento preferiu o enquadramento macroeconómico.

O autarca salvaguardou a falibilidade da proposta, tendo em conta que a gestão da dívida da Câmara depende dos credores e dos juros a aplicar, acrescentando-se a impossibilidade de aceder ao crédito, devido ao excesso de endividamento contraído pela autarquia, quando ainda era liderada pelo PSD.

 

Veja a reportagem em trofa.tv e leia a notícia alargada na edição desta semana d’O Notícias da Trofa, já nas bancas.