A ASAS (Associação de Solidariedade e Ação Social de Santo Tirso) e a CAID (Cooperativa de Apoio à Integração do Deficiente) disputaram a final do Torneio de Futsal Adaptado, da qual saiu a primeira como a campeã.

A 11.ª edição do Torneio de Futsal (5×5) Adaptado foi organizado pela APPACDM – Associação Portuguesa de Pais e Amigos do Cidadão Deficiente Mental – na tarde do dia 20 de junho, no campo de jogos da instituição trofense, onde participaram “quatro equipas”: a APPACDM da Trofa, o Vigorosa, a CAID e a ASAS.

A ASAS foi a campeã do Torneio, seguindo-lhe a CAID (2.º), Vigorosa (3.º) e APPACDM da Trofa (4.º). “Costumo dizer a brincar que nós deixamos sempre que nos ganhem, uma vez que somos os anfitriões”, brincou Conceição Leitão,coordenadora da APPACDM da Trofa,

Segundo Conceição Leitão, a competição “correu muito bem, como corre sempre”, em que houve “um intercâmbio muito saudável”, sendo um momento que os jovens estão “sempre à espera”. Na opinião da coordenadora, este torneio é importante para “o autoestima e o saberem competir” dos jovens, pois assim “aprendem a ganhar e a perder”, sendo que o “saber perder é o mais difícil”. Além disso, “é saudável” para as crianças que os visitam, uma vez que entendem que as pessoas com deficiência “também podem competir”, indo “mentalizando as pessoas e a sociedade para a problemática da deficiência mesmo nos bancos da escola”. “Quanto mais jovens forem e perceberem que todos têm diferenças, uns mais que outros, e que temos de aceitar e interagir com os outros, melhorar para nos sentirmos felizes e fazer sentir felizes os outros”, concluiu, garantindo ainda que este é “um momento sempre muito esperado pelos jovens”.