Mais de cem pessoas deram sangue, em S. Romão do Coronado, no sábado, 8 de outubro. Associação recebeu elogios dos médicos do Hospital de S. João.

A colheita de sangue do Lions Clube da Trofa na ASCOR, em S. Romão do Coronado, foi um sucesso. Os números confirmam: 116 presenças e 101 dádivas. O êxito do trabalho da associação tem valido muitos elogios por parte do parceiro, o Hospital de S. João.

Ana Cabral, médica interna de imunoterapia, esteve presente na colheita na freguesia de S. Romão e afirmou que o Lions Clube da Trofa promove as iniciativas com mais participantes. “Temos uma relação quase familiar, muito devido à pessoa do senhor José Carneiro, que é incansável. Eu faço muitas brigadas (colheitas de sangue) e as do Lions são as que têm mais pessoas”, frisou.

A médica salientou para a importância de ser parte ativa nestas iniciativas: “O sangue vai para o hospital para ser processado e restabelece os stocks que foram esgotados, sendo uma mais-valia para os doentes que vão precisar”.

E para incentivar novos dadores, Ana Cabral argumentaria que “um dia podem ser eles a precisar”.

O Lions Clube da Trofa tem agendadas três colheitas de sangue em dois dias. Na sexta-feira realiza-se entre as 16 e as 19.30 horas, no salão paroquial de Fradelos. No sábado, a associação estará na Mundos de Vida, em Lousado, entre as 9 e as 12.30 horas, com as dádivas a reverterem para o Hospital de S. João, e na empresa Eurico Ferreira, na Trofa, entre as 8.30 e as 12.30 horas. Neste caso, o sangue será a favor do Instituto Português do Sangue.

 

{fcomment}