O concelho famalicense vai acolher a 28ª Feira de Artesanato de 2 a 11 de setembro. Programa inclui a atuação de Anabela e Laurent Filipe, na noite de quinta-feira.

A Feira de Artesanato e Gastronomia de Vila Nova de Famalicão vai decorrer de 2 a 11 de setembro, no antigo campo da feira. Este é “um evento de grande importância cultural, mas também económica e turística”, atesta o presidente da autarquia. Famalicão, defende Armindo Costa, “é um município onde a arte e a cultura têm sempre lugar e onde as tradições são preservadas e promovidas como verdadeiros tesouros da nossa identidade histórica”.

A Fanfarra dos Bombeiros Voluntários Famalicenses vai estar presente na cerimónia de inauguração, marcada para as 17 horas de 2 de setembro. À noite, a partir das 21.30 horas, Zé Barros & Navegante sobem ao palco. No sábado, a música fica a cargo do grupo Andarilhos, cujo espetáculo começa às 22 horas.

No domingo, o folclore da região vai estar em destaque, depois das 15 horas, com o Rancho Folclórico Santa Marinha de Lousado e o Rancho Folclórico da Casa do Povo de Ruivães. À noite, os Casa D’ Avó vão animar os visitantes. Na segunda-feira, atua a Banda Marcial de Arnoso, às 21.30 horas. Já na noite de terça-feira, sobe ao palco o cantor Zé Amaro. No dia seguinte, é a vez de Joana Lopes e, depois, Luís Fronteira, darem ainda mais vida ao recinto, que acolhe anualmente os visitantes do certame.

Quinta-feira, depois da Tarde Sénior com o Grupo Ramo de Oliveira, a noite vai ser preenchida pela música portuguesa, com a atuação de Anabela e Laurent Filipe, a partir das 21.30 horas. Serafim Ferreira, com Celeste Ferreira e suas bailarinas, vai animar a noite de sexta-feira. Já no sábado, às 17 horas, atuam o Grupo Infantil e Juvenil Danças e Cantares de Joane e o Rancho Folclórico Santa Marinha de Mogege. Às 22 horas, a animação será da responsabilidade do grupo musical Pedra D’ Água.

No último dia da Feira de Artesanato, a música começa às 15 horas, com o Grupo Etnográfico Rusga de Joane. Às 20 horas, atua o Grupo de Cavaquinhos Liberdade F.C., seguindo-se Tony Castro. O certame encerra às 22.30 horas.

Esta Feira “é a oportunidade para os artesãos mostrarem toda a sua criatividade, originalidade e inovação a um público curioso e interessado”, refere o autarca. E é o momento ideal para cativar a atenção dos turistas, mostrando o que Famalicão tem de melhor. Como acontece todos os anos, esperamos a visita de vários milhares de turistas, que certamente aproveitarão a sua estadia no concelho”, acrescentou. {fcomment}