Um dos momentos altos das comemorações do centenário da morte do historiador Alberto Sampaio, que decorrem desde 1 de Dezembro de 2007, envolvendo os municípios de Famalicão e Guimarães, o Museu de Alberto Sampaio, para além de outras instituições culturais e universitárias, está marcado para a próxima terça-feira, dia 2 de Dezembro, com a apresentação do projecto de arquitectura das novas instalações do Arquivo Municipal Alberto Sampaio.

A cerimónia, que vai decorrer no auditório da Casa de Camilo, em S. Miguel de Seide, às 10h00, insere-se no âmbito do encerramento das comemorações do centenário da morte de Alberto Sampaio. O Arquivo Municipal, que tem como patrono o historiador Alberto Sampaio, vai sair, assim, da cave do edifício principal dos Paços do Concelho onde se encontra actualmente para ocupar novas instalações na Rua Adriano Pinto Basto, na antiga Casa Malheiro, no centro da cidade.
A cerimónia de encerramento das comemorações ficará ainda marcada pela apresentação da conferência “Alberto Sampaio, Precursor da História do Presente”, a cargo do professor Amado Mendes. Professor catedrático na Faculdade de Letras na Universidade de Coimbra e investigador no Centro de Estudos de História Empresarial da Universidade Autónoma de Lisboa, Amado Mendes doutorou-se em História (especialidade em História Moderna e Contemporânea) na Universidade de Coimbra (1985), tendo sido aprovado com distinção e louvor, por unanimidade. Na mesma Universidade, obteve o grau de agregado (1991) e, em 1993, prestou provas para professor catedrático, tendo, em ambos casos, sido aprovado por unanimidade. É membro de várias associações científicas, nacionais e estrangeiras.
Na conferência irá abordar a importância dos estudos desenvolvidos por Alberto Sampaio, no campo da História.
Depois de um ano totalmente dedicado à divulgação da vida e obra de Alberto Sampaio através da promoção das mais diversas iniciativas, chega agora o momento de encerrar as comemorações do centenário da morte do historiador.
O programa de encerramento arranca já na próxima segunda-feira, dia 1 de Dezembro, quando passam precisamente 100 anos após a morte de Alberto Sampaio. Neste âmbito, a Casa das Artes de Famalicão acolhe um conjunto de iniciativas dedicadas à memória do historiador, desde logo, com a apresentação da peça de teatro “A Vida de Alberto”, encenada pelos alunos do Centro Social de Bairro e que subirá ao palco pelas 15h00. Segue-se a apresentação multimédia das comemorações e a entrega dos prémios do concurso “Alberto Sampaio: Artes e Letras”. A tarde termina com a actuação do grupo “Vozes d’Oiro”.
 
PROGRAMA DE ENCERRAMENTO DAS COMEMORAÇÕES DO CENTENÁRIO DA MORTE DE ALBERTO SAMPAIO
 
1 Dezembro | Segunda-feira | Entrada Livre
Casa das Artes
15h00   Peça de teatro “A vida de Alberto”, encenada pelos alunos do Centro Social de Bairro. Actuação do coro infantil do Centro Social de Bairro
            Apresentação multimédia das Comemorações
            Entrega dos prémios do concurso “Alberto Sampaio: Artes e Letras”
            Actuação das Vozes D’Oiro
 
2 Dezembro | Terça-feira
Casa de Camilo | S. Miguel de Seide | Entrada Livre
10h00   Abertura da sessão solene pelo Senhor Presidente da Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão, Arq. Armindo Costa
            Conferência “Alberto Sampaio, Precursor da História do Presente”, pelo Prof. Amado Mendes
            Apresentação do projecto das novas instalações do Arquivo Municipal Alberto Sampaio
            Apresentação multimédia das Comemorações
            Entrega de diplomas às instituições, associações e escolas que colaboraram nas Comemorações