Associação do Muro comemora 31º aniversário com muita animação. Desporto, cultura e muita música animam o programa comemorativo da colectividade que agrega diversas modalidades.

 Animação e muito boa disposição marcou o jogo convívio comemorativo do 31º aniversário da Associação Recreativa Juventude do Muro. Frente a frente estiveram os “Laranjas” e os “Outros”, em que os primeiros se sagraram vencedores, com um “score” de 8-2. Os “Outros” ficaram “tristes”, mas nada que não passasse com um convívio entre atletas e amigos que quiseram simbolizar da melhor forma o aniversário da associação que iniciou um programa de actividades comemorativas com uma tertúlia intitulada “Drogas e Toxicodependência”, no passado dia 9 de Maio.

Depois do “pontapé na bola” houve um jantar de confraternização, num restaurante local, em que se juntaram dezenas de pessoas, com música ao vivo. Ingredientes suficientes para uma festa de arromba.

As comemorações estendem-se até ao fim do mês, com uma missa na Igreja do Muro, no dia 23, pelas 17 horas, em memória dos dirigentes, atletas e sócios já falecidos. Segue-se uma pequena romagem ao cemitério, onde será deposto um ramo de flores, junto de uma lápide que lembra e eterniza todos aqueles que já partiram e de fizeram parte desta colectividade.

À noite, pelas 21.30 horas, na sede da associação, haverá uma noite de karaoke com entrada livre.

No dia 30 de Maio e para encerrar em beleza está agendada uma noite de música, também na sede da ARJ Muro.

Em ano de comemoração dos 31 anos da associação, a época desportiva a nível de futsal “correu muito bem”, segundo a presidente Fátima Silva, “tanto no federado como no concelhio”.

“As equipas de seniores e juniores que estão federadas na Associação de Futebol do Porto mantiveram as suas posições na 1ª e 2ª Divisão Distrital, respectivamente. A nível concelhio, fomos campeões (igualados em pontos com o Alvarelhos), vencedores da Taça e da Supertaça no escalão de Iniciados”, acrescentou.

Nas restantes modalidades, karaté, danças de salão e ginástica de manutenção “foi feito um bom trabalho”, com a organização de dois espectáculos de danças de salão que tiveram “muito êxito”, segundo a presidente.

“A nível cultural organizamos alguns debates, levamos a cena duas rábulas de teatro, organizamos festas, entre outros”, referiu.

Fátima Silva orgulha-se pelo facto de a ARJ Muro ser uma associação “que muito trabalha e que engrandece a terra”. “Somos uma força viva deste nosso concelho da Trofa”, frisou.