Sabia que cerca de dois terços do corpo humano é composto por água? É por esta razão que a água deve ser ingerida todos os dias, de preferência, cerca de um litro. No entanto, nem sempre a água que sai das nossas torneiras está nas melhores condições, principalmente a que tem origem numa captação particular (poço ou furo).

Na água destinada ao consumo humano está muitas vezes a contaminação, directa ou indirecta, por água de esgotos ou por excrementos provenientes de outra origem. A presença destes microrganismos pode originar várias doenças infecciosas causadas por bactérias ou vírus, sendo um risco para a saúde humana.

Estas epidemias acontecem principalmente em países onde as infra-estruturas e os cuidados sanitários e os cuidados de higiene pessoal são insuficientes.

 Para erradicar dúvidas, analise a qualidade da água utilizada em sua casa para beber, cozinhar ou simplesmente para o banho. É essencial purificar a água bruta destinada ao consumo humano. Para ser adequada para o consumo humano, a água deve respeitar um número elevado de exigências quer sensoriais, como por exemplo a cor, turbidez, cheiro e sabor, quer químicas, como a ausência de produtos químicos que podem ser nocivos, como pesticidas, adubos, iões de metais pesados, quer biológicas, como a ausência de microrganismos patogénicos.