Luís Vieira Marques, morador em Covelas, foi homenageado por amigos e familiares. Cento e seis pessoas marcaram presença no almoço convívio, que decorreu no domingo, dia 16 de setembro, numa casa em Covelas.

“É bom pai, bom marido // teu nome aqui não sujo // pois és muito conhecido// por Luís do Araújo.

Trabalhador da Mabor // sem inveja nem sequelas // tu és um grande senhor // nesta terra de Covelas.

De porcos bom matador // sempre pronto a matar // de videiras a enxertador // e bom amigo de ajudar”.

Estes são os primeiros versos de uma letra escrita em homenagem a Luís Vieira Marques, morador de Covelas, que foi presenteado no domingo, com uma emocionada homenagem, preparada pelos seus amigos e familiares, dois anos depois de num acidente agrícola ter perdido os dois pés e uma perna. 

Segundo Américo Marques, um dos organizadores da festa, o homenageado era visto, na freguesia, como “o bombeiro ao serviço dos outros”, pois “sempre fez bem a todos, sem olhar a quem”. Sempre que alguém precisasse de algo, já sabia que podia contar com o Luís do Araújo, alcunha pela qual é conhecido, que se mostrava sempre pronto para ajudar no que fosse preciso. 

Foi aliás a ajudar um vizinho no trabalho do campo que, em setembro de 2010, Luís Marquesteve um acidente, onde perdeu dois pés e uma perna. Os amigos contam que foi o próprio que, mesmo estando a perder muito sangue, coordenou o “seu salvamento”, pedindo às pessoas que estavam com ele para lhe arranjarem cordas para estancar o sangue, enquanto não chegava a ajuda. Um exemplo de coragem que os amigos não esquecerão. “Quando ele teve o acidente todos sentimos muito e ficamos muito magoados. Todos estivemos a torcer para que esta história terminasse bem e, como isso aconteceu, estamos aqui para lhe mostrar que o bem que fez pelas pessoas não ficou esquecido. Todas se lembram do bem que ele andou a fazer por toda a gente”, afirmou Américo Marques.

Foi por essa razão, que os amigos decidiram preparar-lhe uma homenagem, que contou com a presença de 106 pessoas, não só do concelho da Trofa, como também de concelhos vizinhos. 

Leia a reportagem completa na edição desta semana d’ O Notícias da Trofa, disponível num  quiosque perto de si ou por PDF.

 {fcomment}