Para os alunos de uma turma do 6.º ano da Escola Básica do Castro, em Alvarelhos, as idas à cantina da escola passaram a ser mais do que um momento de saborear a refeição. O desperdício do almoço por parte de alguns colegas não os deixou indiferentes, por isso decidiram trabalhar o tema para sensibilizar a comunidade.

“Na escola, há exemplos de pessoas que pegam no tabuleiro, dão a volta à cantina e não comem. Muitas vezes é por não gostarem da comida, outras vezes é a pressa de irem brincar”, explicou a aluna Diana Miranda. Por isso, e porque pequenas atitudes podem fazer uma grande diferença, a turma decidiu elaborar “cartazes para sensibilizar as pessoas a não desperdiçar comida”, completou Tomás Madureira. Além disso, Miguel Moreira é o autor de uma animação que pretende alertar para o tema.
Dados de 2016, ano nacional do combate ao desperdício alimentar, mostravam que cada português desperdiça em média 132 quilos de comida por ano. Um número que, no conjunto da União Europeia, chega aos 89 milhões de toneladas.
Este é um dos principais problemas a nível económico, ambiental e social e preocupa também esta turma.
“Eu acho que não se deve desperdiçar comida, porque há pessoas na rua que não têm e nós que temos não sabemos dar valor”, afirmou Tomás.
A Delegação da Trofa da Cruz Vermelha Portuguesa não ficou indiferente a esta questão e viu nestes alunos bons aliados para mudar hábitos e educar as gerações futuras. “Eles sentiram que, se calhar, há colegas que precisam e que querem comer a segunda vez e não conseguem e há outros a desperdiçar”, explicou Carla Lima, coordenadora do projeto Trofa 3G – Motor de Oportunidades. “Notar que meninos de 11 anos estão atentos a isto por um lado é preocupante, porque é sinal que é muito visível, mas por outro é importante, porque percebe-se que já têm valores de cidadania e se preocupam com os outros”, acrescentou.
Para reduzir os números associados ao desperdício alimentar, pode fazer coisas simples como verificar o prazo de validade dos produtos que vai comprar, fazer uma lista de compras ou organizar o frigorífico colocando mais perto os produtos com menor prazo de validade.