adrave-anader 

A preocupação relativamente aos níveis de desenvolvimento da Região Norte, a necessidade de avançar com o processo de regionalização em Portugal e a vontade de reforçar os laços de cooperação e trabalho entre as Agências Portuguesas de Desenvolvimento foram algumas das conclusões retiradas da reunião da ANADER – Associação Nacional das Agências de Desenvolvimento Regional, nas instalações da ADRAVE, em Vila Nova de Famalicão.

“As ADR’s consideram que é imperativo do Governo crie com urgência instrumentos para a competitividade da Região Norte, mais concretamente utilizando os fundos comunitários disponíveis por forma a corrigir os indicadores de divergência e aproximá-la das regiões mais desenvolvidas do país”, informa a ADRAVE em comunicado de imprensa.

A queda do nível de vida das famílias e a situação difícil que afecta muitas empresas da região devido à quebra significativa das exportações também suscitam a preocupação das associações, que defendem medidas de apoio por parte do Governo.

No documento pode ainda ler-se que as “ADR’s reforçam a urgência de avançar em Portugal o processo da regionalização por forma a dar voz activa aos actores regionais e proporcionar a proximidade das decisões, garantindo novos índices e equilíbrios de desenvolvimento territorial”.

A ADRAVE faz saber ainda que da reunião resultou o objectivo de “solicitar com carácter de urgência uma reunião com o Secretário de Estado Adjunto, da Indústria e do Desenvolvimento para clarificar o papel da ADR’s, previsto no Decreto-Lei nº 88/99 na política de desenvolvimento regional, mais concretamente na sua relação com o Estado Central e com os organismos locais e regionais”.