Avelino Silva está acamado há três meses e teve de chamar uma ambulância para se deslocar ao banco para levantar um cheque, depois de a esposa ter sido impedida de efetuar a operação.

 Há três meses que uma doença na coluna impede Avelino Silva de se levantar da cama. Com 34 anos, deparou-se com um grave problema de saúde que se agravou com os anos e lhe roubou a capacidade locomotora. Este problema já causou muitos constrangimentos e o último foi o facto de se ter de dirigir ao banco Santander Totta de ambulância para levantar o valor de um cheque de 59 euros, já que a esposa não foi autorizada a efetuar a operação.

Isabelina Silva afirmou ao NT que, “por duas vezes”, levantou os valores de dois cheques do marido, mas à terceira, foi-lhe negada a possibilidade de o fazer. “Embirraram e disseram que eu não podia levantar, só mesmo o meu marido”, contou. E nem “os dois bilhetes de identidade e relatório médico” serviram de prova da incapacidade motora do marido, garantiu. Avelino Silva só teve uma solução: “Chamar uma ambulância e ir ao banco”.

Leia a reportagem completa na edição desta semana d’ O Notícias da Trofa, disponível num  quiosque perto de si ou por PDF.

{fcomment}