Os alunos do 1º Ciclo do Colégio a Torre dos Pequeninos foram “À Descoberta da Cultura Chinesa”, durante um dia diferente.

O objetivo da iniciativa, que decorreu a 12 de abril, era permitir “uma aproximação com a língua e cultura chinesas”, explicou fonte do estabelecimento de ensino. Para isso, os alunos puderam participar em duas oficinas, uma sobre a língua chinesa e outra de recorte de papel, que permitiu “explorar uma das artes mais antigas da China”. O recorte de papel é usado em cerimónias religiosas e, particularmente, nas decorações do Ano Novo Chinês.

Para além disso, os mais novos puderam visitar uma exposição de fotografia e assistir à dramatização da peça “Um dia de Primavera”. Através desta obra, as crianças descobriram mais sobre esta cultura oriental.

Durante este dia dedicado à China, os alunos provaram alguns alimentos comuns da cozinha oriental, utilizando os tradicionais “pauzinhos” (hashi).

 “A aproximação a uma cultura tão diferente e distante constitui um elemento fundamental de desenvolvimento e enriquecimento pessoal”, afirmou Amílcar Sousa, diretor executivo da instituição.

Esta iniciativa contou com a colaboração da Universidade do Minho, através da equipa do Instituto Confúcio, e Amílcar Sousa garantiu que este tipo de atividades vão continuar, “com o intuito de derrubar preconceitos através de um maior conhecimento da cultura oriental”.