quant
Fique ligado

Ano 2012

1º Fagote solista da Orquestra Gulbenkian é da Trofa

Publicado

em

Ricardo Ramos, natural de Covelas, é, desde 2009, o 1º fagote solista da Orquestra Gulbenkian. Depois de se ter licenciado, viajou para a Alemanha onde participou em diversos cursos de aperfeiçoamento e frequentou diversas orquestras.

Ricardo Ramos é um jovem de 27 anos, natural da freguesia de Covelas. É ele o 1º fagote solista da Orquestra Gulbenkian, em Lisboa, local onde vive atualmente, desde setembro de 2009. Além disso, é docente da disciplina de Fagote no Curso de Licenciatura em Música do Instituto Piaget/ISEIT Almada. Foi através da tia, formada em Educação Musical, que Ricardo Ramos teve o seu primeiro contacto com a música, visto que esta lhe ensinou órgão e piano em casa.

Com 12 anos, decidiu “fazer provas de admissão” na Escola Profissional Artística do Vale do Ave (Artave), tendo sido admitido em fagote. O primeiro contacto com este instrumento de sopro da secção de madeira foi “muito bom”, tendo a adaptação sido “mais rápida do que com outros instrumentos”. O músico covelense contou que iniciou os seus estudos musicais “em desvantagem em relação a outros colegas”, que já estudavam música desde os seis anos. Apesar disso, Ricardo Ramos salientou a importância dos professores que teve, que “sempre foram justos” consigo e sempre lhe disseram o que “tinha de ser trabalhado”.

Em 1997, com 15 anos, teve que decidir se “seguia a música ou optava por um curso normal”, já que o ensino secundário de uma escola profissional não dava candidatura à universidade para “outro curso”. Foi aí que decidiu seguir a música, tendo, em 2003, com 18 anos, frequentado a Escola Superior de Música e Artes do Espetáculo do Porto (ESMAE) na classe do professor Hugues Kesteman. Durante estes três anos de licenciatura, Ricardo Ramos contou com o apoio da Câmara Municipal da Trofa, que lhe tinha concedido “uma bolsa de estudos”. A família desde cedo se habitou à ideia de Ricardo Ramos seguir a música como profissão, pois começou a “trabalhar bastante cedo” na área. Para que fosse possível concretizar o seu sonho, a família sempre o ajudou e “fez um grande esforço para isso”.

Com 25 anos, começou a estudar na Musikhochschule Lübeck (Alemanha), com o professor Pierre Martens, tendo terminado o diploma em 2010, ano em que fez “entrada para outro diploma”, que ainda não teve “tempo de acabar”.

Leia a reportagem completa na edição desta semana d’ O Notícias da Trofa, disponível num  quiosque perto de si ou por PDF.

Publicidade

{fcomment}

Continuar a ler...
Publicidade
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado.

Ano 2012

Verbas da Câmara para as obras da Junta tema da Assembleia

Publicado

em

Por

Na sessão ordinária de dezembro da Assembleia de Freguesia de S. Romão foram aprovados o Plano de Atividades e Orçamento para 2013.
Informação sobre a reunião do executivo e membros da Assembleia de Freguesia com Joana Lima sobre as “transferências deliberadas em maio de 2009 e destinadas à remodelação da Casa Quinta de S. Romão” provocou divergências.

(mais…)

Continuar a ler...

Ano 2012

Assembleia de S. Mamede – Documentos previsionais aprovados com abstenção do PSD

Publicado

em

Por

Na sessão ordinária da Assembleia de Freguesia de S. Mamede do Coronado foram aprovadas, com a abstenção do PSD, as propostas para o Plano de Atividades, PPI, Orçamento e Mapa de Pessoal para 2013.

O Plano de Atividades, o Plano Plurianual de Investimentos (PPI), Orçamento e Mapa de Pessoal para 2013 estiveram em discussão na última Assembleia de Freguesia de S. Mamede do Coronado, que decorreu na quinta-feira, dia 20 de dezembro.

(mais…)

Continuar a ler...

Edição Papel

Comer sem sair de casa?

Facebook

Farmácia de serviço

 

arquivo

Neste dia foi notícia...

Ver mais...

Covid-19

Pode ler também