quant
Fique ligado

Edição 771

📹 “Pontos de Amor” pôs gerações a criar arte urbana

Nas quatro peças de arte, Ana Martins decidiu “trabalhar padrões têxteis” para “fazer a relação entre gerações, os mais velhos que conhecem a técnica e os padrões e os mais novos que podiam relacioná-los com o pixel”.

Publicado

em

Ponto a ponto se constrói, com amor artístico, o amor por uma comunidade. Os valores universais que regem a atividade da Cruz Vermelha estão expressos nas mais recentes peças artísticas que decoram a montra da sede da delegação da Trofa.
Um trabalho que surgiu no âmbito do projeto CLDS 4G, com a intervenção da artista Ana Martins, nome artístico Aheneah, que através do seu ponto-cruz descontextualizado, com linhas e pregos, cria arte urbana.
Ao longo de uma semana, Ana Martins contou com o apoio de cerca de 50 voluntários de várias idades, num trabalho feito na sede da Cruz Vermelha. Nas quatro peças de arte, Ana Martins decidiu “trabalhar padrões têxteis” para “fazer a relação entre gerações, os mais velhos que conhecem a técnica e os padrões e os mais novos que podiam relacioná-los com o pixel”. Por outro lado, também houve intenção de “incluir alguns valores da Cruz Vermelha e o lado mais humano, com um retrato, o olhar, que remete para a atenção dada à comunidade”.
Segundo Carla Lima, coordenadora do CLDS 4GIR Trofa, o “projeto inovador” surgiu da ideia de “várias gerações trabalharem o mesmo conceito artístico, juntamente com uma artista de renome nacional”. “No fundo, é mais um trabalho feito com a comunidade”, acrescentou.
José Oliveira foi um dos participantes e não escondeu a nostalgia que o invadiu, mal viu “as linhas coloridas”. “Lembrei-me da minha avó, que, quando eu tinha oito anos, colocava todos os netos a fazer tricot e croché. Achei este projeto muito bonito, foi um trabalho espetacular, gostei muito de trabalhar com a juventude e com as pessoas de mais idade, como eu”, testemunhou.
E como se tratou de um trabalho comunitário que promoveu o convívio geracional, a iniciativa ganhou simbolismo extra com a inauguração das obras a acontecer no Dia dos Avós, 26 de julho.

Continuar a ler...
Publicidade

Edição 771

Memórias e Histórias da Trofa: Estrada Trofa-Vila do Conde

A estrada Trofa-Vila do Conde, ou para ser mais preciso de Santo Tirso a Vila do Conde, é famosa, sobretudo, em tempos de verão, pela saída dos trofenses para estâncias balneares. Em 1882, discuta-se a sua construção.

Publicado

em

Por

A estrada Trofa-Vila do Conde, ou para ser mais preciso de Santo Tirso a Vila do Conde, é famosa, sobretudo, em tempos de verão, pela saída dos trofenses para estâncias balneares. Em 1882, discuta-se a sua construção.
A estrada distrital n.º 9, que ligava as duas cidades, mas iria também estabelecer um ponto de união com a estrada real n.º 3, a atual n.º 14 (Porto-Braga), era considerada urgente para o desenvolvimento do país, a ligação entre várias cidades importantes, alguns dos casos estavam a dar os primeiros passos no seu desenvolvimento industrial, que não podia ser bloqueado pela burocracia.
Perante a afirmação do parágrafo anterior, aquela situação era declarada como interesse público com base na lei da época e acabava o proprietário Manuel Domingues Carneiro por ficar sem uma área considerável de terreno, como também outros proprietários da época iam perder importantes terrenos.
Hintze Ribeiro, importante figura política do século XIX, mais uma vez, proclamava decretos de lei relativamente ao desenvolvimento da Trofa e, sobretudo, para facilitar a construção de obras públicas que, mais uma vez, eram consideradas fundamentais para o desenvolvimento da localidade.
Uma visão com futuro que permitiu construir a rede viária da Trofa, que se manteve em exercício praticamente até ao momento com 140 anos não sofressem nenhuma alteração profunda no seu traçado, apesar de a Trofa ser dos concelhos com mais peso nas exportações nacionais, maior contributo óbvio para o PIB, como também o concelho com umas das maiores dinâmicas demográficas das últimas décadas.
Um século e meio de estagnação, num dos mais importantes setores que alavancam a economia, contribuindo para a construção da marca da Trofa da falta de condições elementares para alimentar e sustentar também o seu desenvolvimento.
Os proprietários ficavam sem centenas de metros quadrados, não tinham muito espaço para contestar até porque a Junta Consultiva de obras Públicas e Minas declarava a utilidade pública e urgente para a realização daquela ligação e daquela obra.
A Trofa ficava com uma ligação por rede rodoviária condigna pelo Vale do Ave e conseguia no seu território ligar essa mesma estrada a outro importante meio de desenvolvimento que era a republicana nacional 14.

Continuar a ler...

Edição 771

Festas de S. Bartolomeu em S. Romão

Publicado

em

Por

S. Romão do Coronado vai estar em festa de 24 a 28 de agosto. A romaria em honra de S. Bartolomeu promete animar a população, com um cartaz cultural recheado de momentos de animação musical.
No primeiro dia, 24 de agosto, a iluminação será ligada com acompanhamento da rusga das concertinas, às 21h30, e na noite seguinte, à mesma hora, sobe ao palco o grupo de música tradicional portuguesa “A Rapaziada”.
A 26 de agosto, a noite é dedicada ao folclore, com atuação dos ranchos folclóricos de S. Romão do Coronado e de S. Pedro de Roriz (Santo Tirso) e do Grupo Folclórico de Danças e Cantares de Modivas (Vila do Conde).
O fim de semana arranca com o som do Grupo de Bombos Santa Maria de Gémeos (Guimarães), que vai percorrer as ruas da freguesia até ao fim da tarde de sábado. Às 22h00, o palco será de João Neto e Leonardo, com música sertaneja. À meia-noite, o céu ilumina-se com fogo de artifício.


A 28 de agosto, há espetáculo musical com a Orquestra Pentágono, às 21h30, e, para encerrar as festividades, mais uma sessão de fogo de artifício.
Do ponto de vista religioso, destaque para as eucaristias de 24 de agosto, às 20h00, e de 28 de agosto, às 10h00. Neste mesmo dia, há procissão em honra de S. Bartolomeu às 16h00.

Continuar a ler...

Edição Papel

Comer sem sair de casa?

Facebook

Farmácia de serviço

 

arquivo

Neste dia foi notícia...

Ver mais...

Covid-19

Pode ler também

} a || (a = document.getElementsByTagName("head")[0] || document.getElementsByTagName("body")[0]); a.parentNode.insertBefore(c, a); })(document, window);