Equipa sénior do Bougadense apresentou-se aos adeptos com empate a um golo com o Bairro, clube do concelho de Vila Nova de Famalicão a militar na Divisão de Honra da AF Braga. Manutenção é objetivo central do clube, que a 12 de setembro começa a competição, diante do Lagares.

Ambições comedidas, porque a pandemia veio trazer incerteza e mais obstáculos à vida já muito difícil das coletividades locais. O Atlético Clube Bougadense apresentou a equipa sénior de futebol na tarde de domingo, 5 de domingo, e voltou a receber adeptos no Parque de Jogos da Ribeira, depois de meses impedido devido à Covid-19. Na série 2 da Divisão de Honra da Associação de Futebol do Porto, a equipa lutará “pela manutenção”, anunciou o treinador, Tiago Velho, em entrevista ao NT e TrofaTv, que espera que 2021/2022 seja sinónimo de “regresso à normalidade”.
“De janeiro de 2020 até agora, tivemos quatro paragens de campeonato. Isto mexe com o psicológico dos jogadores e da estrutura. O último ano foi para esquecer, muito desgastante, e só espero que este seja mais confortável”, sublinhou o técnico.
Os trabalhos decorrem “lentamente”, porque “os atletas estão a chegar a conta-gotas, num contexto difícil, porque há vidas profissionais e pessoais a gerir”, no entanto, Tiago Velho está “confiante” de que o Bougadense poderá “fazer uma grande época, em que a manutenção é o mais importante”.

Sobre a série 2, o treinador considera que é “equilibrada”. “Já percebi que o futebol nesta divisão é mais físico e que o meu modelo de jogo não se consegue impor por causa disso. Vamos optar por sermos nós próprios, mais inteligentes na abordagem ao jogo e uma equipa coesa, uma família dentro de campo”, acrescentou.
O treinador está, igualmente, apostado em contribuir com o clube para melhorar as condições estruturais do parque de jogos, como o relvado sintético, que, diz, já foi responsável por “três lesões graves”.
“Equipas que convidamos para fazerem jogos-treino, pediam-nos para sermos nós a deslocarmo-nos aos campos delas, porque tinham medo de jogar neste piso. É muito importante o melhoramento do relvado”, referiu Tiago Velho.
Sobre esta preocupação do treinador, a direção admite estar “a trabalhar nesse sentido”, mas avisa que o investimento “é muito elevado”, na ordem dos “120 mil euros”. “O meu desejo é que, daqui a um ano, possamos estar aqui com um relvado novo, mas vamos ter de trabalhar muito para conseguirmos esse objetivo”, respondeu o presidente André Fernandes, que espera “contar com a ajuda de todos”, empresas e entidades públicas.
Relativamente ao departamento de formação, André Fernandes refere que o “principal objetivo” do mandato é “dar às camadas jovens mais do que tinha”. “Foi um trabalho duro, mas temos vindo a ter resultados positivos. Os pais também já começam a deixar os filhos virem treinar, mas estamos em condições de garantir que estão a ser tomadas todas as medidas de segurança”, garantiu.
Esta época, o Bougadense terá em competição os escalões de benjamins, iniciados, infantis, juvenis e juniores.

Ex-Atlético de Madrid espera crescer em Bougado

O antigo clube soou nos altifalantes do Parque de Jogos da Ribeira e deixou muitos adeptos admirados. Edgar Gonzalez foi apresentado como reforço do Atlético Clube Bougadense, oriundo do Atlético de Madrid, de Espanha. O jovem mexicano de 17 anos veio, segundo o presidente do Bougadense, viver para o concelho da Trofa e poderá ser peça central no plantel. “Temos elevadas expectativas neste jogador, porque nos treinos apresenta muita qualidade. Acredito que poderá dar muitas alegrias ao nosso clube”, vaticinou André Fernandes.