A 2ª etapa da 74ª Volta a Portugal em bicicleta vai terminar na Trofa. S. Romão do Coronado tem meta volante.
A Trofa vai acolher uma chegada da Volta a Portugal, este ano, que decorre entre 15 e 26 de agosto. Na segunda etapa, que parte em Oliveira do Bairro, a 17 de agosto, os ciclistas têm pela frente 190,7 quilómetros até chegar à Trofa.

A etapa é composta por três metas volantes, em Águeda (ao quilómetro 14,9), em Lordelo, Paredes (ao quilómetro 132) e em território trofense, na freguesia de S.Romão do Coronado (ao quilómetro 152,6).

Depois de passar na Agrela, Água Longa e Santo Tirso, a “caravana” da Volta segue em direção à Camposa e depois do cruzamento entra em S. Romão do Coronado, virando à direita, na bomba de gasolina, em direção a Covelas. Na rotunda de Querelêdo, os ciclistas seguem para S. Martinho de Bougado, saindo junto ao Parque Dr. Lima Carneiro. Aí, viram à direita em direção a Santo Tirso, voltando a Água Longa e repetindo o trajeto pelo território trofense, terminando em local ainda a designar. 

Pelas características da etapa, a direção da prova acredita que poderá acontecer a primeira discussão ao sprint.
Ao quilómetro 176,3, os participantes têm ainda pela frente um prémio de montanha, em Guimarei, numa etapa que tem passagem por Santo Tirso e não chegada, ao contrário do que tem acontecido nas edições anteriores.
Esta é a segunda maior etapa da prova, apenas atrás da primeira, que liga as Termas de Monfortinho a Oliveira do Hospital, que tem 200,8 quilómetros. No percurso, os ciclistas passam por concelhos importantes para o ciclismo nacional como Santa Maria da Feira, Paredes e Valongo, além de Santo Tirso.
A Volta a Portugal chega à Trofa, no dia 17, sexta-feira, em plenas festas de Nossa Senhora das Dores, conjugando-se a maior festa do desporto nacional com uma das mais antigas romarias do país.
A chegada de uma etapa à Trofa é inédita e uma das novidades desta 74ª edição da competição, assim como a chegada ao Sabugal. As estreias das partidas couberam a Vila Nova de Cerveira e de Armamar.

 Das 16 equipas inscritas, quatro são portuguesas e uma representa a seleção nacional. De resto, participam quatro clubes espanhóis, dois russos, dois sul-africanos, um francês, um norte-americano, um brasileiro e um colombiano.

{fcomment}