A Casa da Cultura da Trofa vai acolher uma ação de solidariedade, organizada pelo jovem trofense Silvano Lopes.

Durante o dia 13 de outubro, sábado, vão ser dinamizados vários workshops, cuja inscrição é em forma de donativo, que reverterá na totalidade para o apoio ao projeto de solidariedade junto da Organização Não Governamental, em Moçambique.
“Um pequeno gesto, uma grande ajuda” é o nome do projeto desenvolvido pelo jovem trofense Silvano Lopes, que está de partida para Moçambique, no dia 23 de outubro. Durante um mês, o jovem vai realizar uma “ação
de voluntariado”, ao mesmo tempo, que pretende recolher imagens para uma exposição de fotografia documental, que possa reverter a favor do apadrinhamento de crianças neste território.
O apadrinhamento é “um mo- mento decisivo na história da família”, que pode traduzir-se “numa cesta básica mensal, na possibilidade das crianças irem à escola e na criação de uma base de apoio mínima para a família”. “Os pequenos gestos de muitos doadores podem transformar uma vida sem facilidades numa palhota para a família, um furo de água para a comunidade, uma bicicleta para que a escola fique mais perto e aulas de alfabetização nos bairros rurais. Este é o próximo passo”, asseverou.
Nesse sentido, está a ser preparado um dia repleto de workshops, que terão um valor de doação definido pelo participante e cujas receitas reverterão a favor do projeto e da viagem de Silvano Lopes.
Os workshops, que decorrem na Casa da Cultura da Trofa, no dia 13 de outubro, sábado, tem início pelas 10 horas com uma aula de yoga, ministrada pela professora Magda Mendes, aconselhamento jurídico, com Diana Lopes, Cristiana Ferreira e Daniela Invermeiro, e um workshop denominado “Como conservar a biodiversidade da nossa terra”, liderado pelo formador Vasco Flores. Uma hora depois, terá início um workshop de “viola para amadores”, pelos formadores Tiago e Ricardo Azevedo, sendo necessário o participante levar uma viola. Para a mesma hora, esta marcado um momento para contos infantis, ministrado por Ana Carneiro e Carla Marisa, e um workshop sobre “Técnicas de Captura fotográfica”, por Bruno Inácio. Já pelas 12 horas, haverá uma “introdução pós-produção de fotografia para fotógrafos amadores”, sendo necessário que o participante leve um computador portátil.
De tarde, os workshops estão de volta pelas 14 horas, com Dança Contemporânea, por Artur Campos, e “a cura pelos alimentos”, com os formadores Marina Vila e Fernando Flores. Pelas 15
horas, haverá workshops de Berimbau, pelo Graduado Pirata, Percussão, pelo Graduado Brisa, Djambé e pandeiro, pelo Graduado Brisol, e Performance audiovisual integrada – Dj, pelos formadores Pedro Guedes e Sérgio Azevedo. Meia hora depois, terá início uma aula de capoeira, pelo instrutor Bombril. Mais tarde, haverá uma iniciação de produção musical (16 horas), pelo Dj Nuno Clam, e um workshop de música brasileira Dança Axé (16.30 horas), pelo professor Terramoto. Para encerrar a programação,
haverá, pelas 17 horas, workshops de pulseiras Macramé, por Carina Silva e Simão Mendes, construção de cinzeiros com latas, por Luís Pereira, e cuidados de saúde, por Miguel Marques.

{fcomment}