trofense.jpg

 

 

 

 

 

À semelhança do que aconteceu na primeira volta do campeonato da 2ª Divisão, série A, o Trofense venceu o seu rival Ribeirão

A equipa da Trofa não podia ter começado melhor e, logo ao oitavo minuto de jogo inaugurou o marcador, num golo assinado por Chico. A partir do golo inaugural, o Trofense tomou conta do jogo e ainda teve várias oportunidades para marcar, por intermédio de Reguila, que aos 33 minutos sofreu uma carga quando seguia isolado para a baliza. A falta valeu um cartão vermelho directo a Moussã, que foi tomar banho mais cedo. Antes do fim da primeira metade de jogo Reguila ainda teve tempo para rematar à trave uma bola que levava selo de golo.

Na segunda parte o Ribeirão surgiu mais ofensivo e o Trofense recuou no terreno. O empate quase surgiu, na sequência de um cabeceamento de Nelson ao lado da baliza de Vítor. Contudo a partir desse lance o Ribeirão não conseguiu construir mais oportunidades para marcar. Aproveitou o Trofense para ampliar a vantagem já perto do fim da partida. A partir de um pontapé livre marcado por Major, Marcos salta mais alto que todos os adversários e remata para o fundo da baliza de Litos, para grande alegria de todos adeptos do Trofense, que neste derby encheram o estádio da sua equipa.

No fim do jogo Daniel Ramos destacou a “excelente exibição” da sua equipa e agradeceu a presença dos adeptos “que encherem o estádio. É pena não ser todos os jogos assim”. Lamentou ainda as lesões de Chico e Major que “podiam ter sido evitadas pelos jogadores do Ribeirão”.

O líder já soma trinta e sete pontos, mais cinco que o União (que venceu o Vilaverdense por duas bolas a zero) e mais dez que o Portosantense, que também não “escorregou” e venceu os Sandinenses também por 2-0.