Um golo do avançado francês Vion em período de compensação (90+4) permitiu ao FC Porto B vencer este sábado em casa o Feirense por 2-1, num jogo da segunda jornada da Segunda Liga. Vion substituiu Caballero aos 79 minutos e revelou-se uma aposta feliz do técnico Luís Castro, pois correspondeu da melhor maneira a um cruzamento de Vítor Garcia, fazendo de cabeça um golo que valeu mais três pontos para os portistas.

Suspeitava-se de que o FC Porto tinha, pelo menos, maior qualidade técnica do que o seu opositor e foi isso que a primeira parte confirmou, até pela forma como surgiu a jogada do 1-0. Os portistas, que apresentaram Tiago Rodrigues, Carlos Eduardo e Kelvin no “onze” inicial, ganharam a bola ainda no meio-campo feirense, Carlos Eduardo “picou-a” sobre um defesa e, assim, serviu Tozé, que se isolou, foi derrubado pelo guardião Conrado e ganhou por isso um penálti.

O mesmo Tozé encarregou-se de marcar a grande penalidade, fazendo o 1-0 com que se chegou ao intervalo. O Feirense sentiu algumas dificuldades no seu lado esquerdo, onde Matheus Zouain se viu aflito face ao futebol técnico de Kelvin, que teve o 2-0 à sua mercê, mas depois de se isolar perdeu o duelo com Conrado e desperdiçou uma grande ocasião.

O Trofense da segunda parte foi bem melhor e o FC Porto sentiu-o bem cedo, quando João Jesus fez o empate, finalizando um bom ataque, construído por Hélder Sousa, o melhor entre os visitantes, e Mateus Fonseca. Os portistas abanaram um pouco com esse golo e o Feirense soltou-se e tornou-se até ameaçador para a baliza azul-e-branca, mas o FC Porto recompôs-se, Carlos Eduardo reassumiu as funções de maestro e Tiago Ferreira falhou o 2-1, num lance em que também interveio Kelvin.

A ponta final foi emocionante: Vion cabeceou ao poste (84), com Conrado batido, André Viana obrigou Cadu a uma defesa vistosa para canto (87), Rateira podia ter o segundo golo para o Feirense (90+1), mas Cadu brilhou novamente, e Tiago Ferreira acertou também no poste direito da baliza visitante. O empate parecia certo, mas o FC Porto pressionou até ao fim e Vítor Garcia conseguiu cruzar, para Vion, de cabeça, fazer o 2-1 final, garantindo a segunda vitória para a sua equipa, enquanto o Trofense tem um ponto, fruto do empate caseiro sem golos com o Benfica na ronda inaugural.

Jogo no Estádio Municipal Jorge Sampaio, em Vila Nova de Gaia

FC Porto B-Trofense, 2-1.

Ao intervalo: 1-0.

Marcadores: 1-0, Tozé, 20 minutos (g.p.) 1-1, João Jesus, 49. 2-1, Vion, 90+5′.

Equipas:

FC Porto B

Kadu, Vítor Garcia, José António, Tiago Ferreira, Quino, Tiago Rodrigues, (Ivo, 71) Carlos Eduardo, Mikel (Tomás Podstawski, 71) Tozé, Kelvin e Caballero (Vion, 79).

Suplentes: Caio, Bruno Silva, Tomás Podstawski, Vion, Leandro, Ivo e André Silva.

Treinador: Luís Castro.

Trofense

Conrado, Mesquita, Luiz Alberto, Márcio, Matheus Zouain, Tiago, Neves (André Viana, 73), Rateira, Hélder Sousa, Mateus Fonseca (Dennis, 88) e João Jesus (Jhoan Viafara, 64).

Suplentes: Ricardo, Jhoan Viafara, Dennis, Preciado, André Viana, Paulo Monteiro e Rua.

Treinador: Luís Diogo.

Árbitro: Hugo Miguel (Lisboa).

Ação disciplinar: cartão amarelo para Conrado (19), Kelvin (43), Hélder Sousa (45), Matheus Zouain (75), Viafara (85) e Dennis (90+2).

 

Assistência: 570 espetadores.

C/Lusa