O quarto classificado do primeiro escalão do futebol português, moralizado pela boa campanha nesta época, defrontou o “lanterna vermelha” da II Liga, que vinha de outra goleada caseira, 5-1 na receção ao Vitória de Guimarães B.

Cedo ficou evidente que a eliminatória seria decidida a favor da equipa de Belém, quando nem o primeiro minuto de jogo estava cumprido e já Tiago Caeiro conseguia inaugurar o marcador.

O Trofense – que só apresentou 17 jogadores na ficha por ter seis lesionados e dois castigados, enquanto o adversário não estava muito “descaracterizado” face ao que costuma apresentar na I Liga -, apresentava verdadeiras “clareiras” junto à baliza defendida por Rui Santos, sendo “preza fácil” para um Belenenses forte sobretudo nas bolas paradas.

Aos 16 minutos, com um golo de Jairo na própria baliza, após um último toque de Tiago Caeiro para o poste, foi o próprio Trofense a “agudizar” uma situação em que era notório que a “lei do mais forte” ditaria o desfecho.

Ainda antes do intervalo, aos 41, e enquanto o guardião dos lisboetas, Matt Jones, se mantinha como mero espetador, o Belenenses ampliou, por intermédio de Camará, novamente com muitas culpas para a defesa da casa.

Após o intervalo, o Trofense procurou dar o ar da sua graça e até assumiu a partida nos primeiros minutos, tendo chegado finalmente com perigo à baliza adversária.

Mas, o conjunto de Belém tinha a seu favor a experiência e a paciência e sem dificuldades ainda mais a vantagem: Deyverson fez o quarto aos 71 minutos e Tiago Silva “fechou” a contagem aos 82.

Jogo no Estádio do C.D. Trofense, na Trofa.

Trofense – Belenenses, 0-5.

Ao intervalo: 0-3.

Marcadores:

0-1, Tiago Caeiro, 01 minuto.

0-2, Jairo, 16 minutos (na própria baliza).

0-3, Camará, 41.

0-4, Deyverson, 71.

0-5, Tiago Silva, 82.

Equipas:

– Trofense: Rui Santos, Miguel Ângelo (Rateira, 46), Eduardo Enrique, Jairo, Bruno Chuca, Tiago, André Viana (Bruno Simões, 67), Nanissio, Simãozinho (Leopold Njengo, 62), João Pedro e Dário.

(Suplentes: Diogo Freire, Chaverra, Costinha, Bruno Simões, Leopold Njengo e Rateira).

Treinador: Porfírio Amorim.

– Belenenses: Matt Jones, Palmeira, João Meira, Gonçalo Brandão (João Afonso, 78), Nelson, Pelé, Tiago Caeiro (Bruno China, 63), Camará, Tiago Silva, Miguel Rosa (Fábio Nunes, 73) e Deyverson.

(Suplentes: Ventura, João Afonso, Dantas, Bruno China, Sturgeon, Fredy e Fábio Nunes).

Treinador: Lito Vidigal.

Árbitro: Bruno Esteves (Setúbal).

Ação disciplinar: cartão amarelo para Jairo (42) e Leopold Njengo (90).

Assistência: Cerca de 1.000 espetadores.