quant
Fique ligado

Covid-19

TrofaTv transmitiu eucaristia em S. Romão do Coronado

Publicado

em

À semelhança do que tinha feito a 15 de março, em S. Martinho de Bougado, a TrofaTv transmitiu a eucaristia em S. Romão do Coronado, para levar até aos fiéis a celebração em mais um domingo de Quaresma, que se vive de forma excecional, devido à suspensão das missas com assistência.

A eucaristia das 10.30 horas, na Capela de S. Bartolomeu, celebrada pelo pároco Rui Alves, foi transmitida em direto na página de Facebook da TrofaTv e contou com mais de 18 mil visualizações. O vídeo mantém-se na página para quem quiser ver ou rever.

Recorde-se que a transmissão da eucaristia em S. Martinho de Bougado, no dia 15, superou as 14 mil visualizações.

Continuar a ler...
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado.

Covid-19

Estudo sugere que Covid-19 é mais prejudicial no fim da gravidez

Investigadores escoceses sugerem num estudo publicado hoje que as mulheres que contraiam covid-19 perto do fim do termo estão mais sujeitas a complicações como prematuridade ou mortes perinatais.

Publicado

em

Por

Investigadores escoceses sugerem num estudo publicado hoje que as mulheres que contraiam covid-19 perto do fim do termo estão mais sujeitas a complicações como prematuridade ou mortes perinatais.

Os dados analisados pela equipa da Universidade de Edimburgo, divulgados na revista Nature Medicine, referem-se a mais de 87.000 mulheres que estiveram grávidas entre dezembro de 2020 e outubro de 2021 na Escócia, 4.950 das quais contraíram covid-19.

De acordo com as conclusões, “partos prematuros, nados-mortos e morte infantil são mais comuns entre as mulheres que foram infetadas pelo vírus [SARS-CoV-2] até 28 dias antes da data do parto”.

As mulheres grávidas que contraem covid-19 mais perto da data do parto “estão mais sujeitas a ter complicações do que as que têm a doença mais cedo durante a gravidez ou que nunca tiveram covid-19”.

Das 4.950 mulheres grávidas que foram infetadas, 77 por cento não tinha sido vacinada contra a covid-19.

Os investigadores incluíram na sua análise dados sobre mortes perinatais, a morte de um bebé no útero numa gravidez com mais de 24 semanas ou nos primeiros 28 dias após o parto.

Concluíram que a taxa de mortes perinatais para as grávidas que tiveram covid-19 nos 28 dias antes do parto era de 23 em mil, enquanto antes da existência da covid-19 essa taxa era de seis em mil.

Publicidade

Entre as 4.950 grávidas que tiveram covid-19 nos 28 dias anteriores ao parto, 17% deram à luz prematuramente, mais do que a taxa anterior à pandemia, que na Escócia se situava nos 8%.

Os investigadores salientam nas suas conclusões que não se pode concluir que a covid-19 tenha contribuído diretamente para as mortes dos bebés ou para os partos prematuros porque não tiveram acesso aos registos hospitalares detalhados das mulheres.

Compararam também a ocorrência de complicações obstétricas nas grávidas escocesas vacinadas que contraíram covid-19 e verificaram que foram semelhantes às taxas pré-pandemia: quatro em mil mortes perinatais e 8% de partos prematuros.

A investigadora e obstetra Sarah Stock, da Universidade de Edinburgo, que é co-autora do estudo, afirmou que os dados sugerem que “a vacinação durante a gravidez não aumenta o risco de complicações, mas a covid-19, sim”.

Continuar a ler...

Covid-19

Portugal com 40.134 infeções, 22 mortes e aumento nos internamentos na últimas 24 horas

Portugal registou 40.134 novas infeções com o coronavírus SARS-CoV-2, mais 22 mortes associadas à covid-19 e um aumento nos internamentos em enfermaria, segundo dados da Direção-Geral da Saúde (DGS).

Publicado

em

Por

Portugal registou 40.134 novas infeções com o coronavírus SARS-CoV-2, mais 22 mortes associadas à covid-19 e um aumento nos internamentos em enfermaria, segundo dados da Direção-Geral da Saúde (DGS).

O número de infeções diárias está hoje, pelo segundo dia consecutivo, acima dos 40.000 casos, depois de na quarta-feira ter atingido 40.945, o máximo desde o início da pandemia.

Segundo o relatório diário da situação epidemiológica divulgado pela DGS, estão agora 1.699 doentes internados em enfermaria, mais 64 do que na quarta-feira, e 162 em Unidades de Cuidados Intensivos, menos cinco nas últimas 24 horas.

Os casos ativos voltaram a aumentar nas últimas 24 horas, totalizando 286.965, mais 10.071 do que na quarta-feira, e recuperaram da doença 30.041 pessoas, o que aumenta o total nacional de recuperados para 1.468.309.

Das 22 mortes, 12 ocorreram na região de Lisboa e Vale do Tejo, seis no Norte, três na região Centro e uma nos Açores.

Continuar a ler...

Edição Papel

Comer sem sair de casa?

Facebook

Farmácia de serviço

 

arquivo

Neste dia foi notícia...

Ver mais...

Covid-19

Pode ler também