“Um povo é sempre novo, mesmo com mais idade, e na glória de ser honrado, funda a beleza de existir (…) e se houver maneira de ser melhor, se um sonho restar para sonhar, daqui se parta para o futuro”. São versos do poema de Valter Hugo Mãe, que dá corpo ao hino da Trofa, e que são sentidos por cada trofense, evocando-os a cada aniversário que relembra o dia 19 de novembro de 1998, data em que a Assembleia da República votou favoravelmente a criação do concelho da Trofa.

Reportagem completa para ler na edição 648 do jornal O Notícias da Trofa.