sromao-sportingcruz

Seis golos, quatro dos quais com origem na marcação de livres, foram o resultado do confronto entre a equipa de José Carvalho e o Sporting Cruz, onde Luís e Folgosa foram os principais goleadores.

A partida começou com desempenhos muito equilibrados, sem nenhuma das equipas mostrar domínio no jogo. À meia hora de jogo o visitante já tinha conquistado dois golos, ambos decorrentes de livres marcados por Luís, que com mestria levantou a bola por cima da barreira e enganou o guardião Carlos.

Na entrada dos quarenta minutos, o marcador voltou a modificar-se, através de um auto-golo de Pepe, que foi infeliz na sua tentativa de desviar a bola.

À semelhança do jogo anterior, perante uma derrota evidente, o S.Romão soube levantar a cabeça e investir mais nas acções ofensivas. Duas faltas cometidas no último terço do ataque romanense deram a possibilidade de marcação de dois livres aos quarenta e dois e quarenta e sete minutos. Ambos foram marcados por Folgosa, que com o pé bem alinhado “picou” a bola e colocou-a dentro da baliza do Sporting Cruz.

A segunda parte manteve o 2-3 durante a maioria do tempo, com o S.Romão a tentar criar maior mobilidade no seu ataque, o que nem sempre foi fácil de explorar em profundidade dadas as bandeirinhas erguidas. As finalizações que foram surgindo por parte da casa não atingiram sucesso, mas deve ser salientado o livre batido por Dário, aos oitenta e três minutos, que passou bem perto do poste do adversário.

O Sporting Cruz fechou o resultado aos oitenta e seis minutos, através de uma construção ofensiva complicada de travar para a equipa da casa, que deixou Carlos sem possibilidade de defender. 

Diana Azevedo

Reportagem alargada na próxima edição de “O Notícias da Trofa”, quinta-feira nas bancas.