O Penafiel colocou-se hoje mais perto da segunda fase da Taça da Liga em futebol, ao derrotar em casa o Trofense por 2-0, com uma grande exibição do jovem brasileiro Michel.

O avançado brasileiro, possante e rápido, marcou o primeiro golo, aos 27 minutos, e ofereceu o segundo a Vítor, quatro volvidos, rubricando uma exibição de enorme qualidade, perante a inexplicável inoperância dos forasteiros.

Com o resultado no jogo da primeira “mão” da primeira fase, o Penafiel – bem preparado para a temporada – coloca-se mais perto da próxima etapa da prova, já a disputar em quatro grupos e com equipas da Liga principal incluídas.

Chamado à Liga de Honra face à despromoção administrativa de Vizela e Gondomar, o Penafiel surgiu a pressionar e muito rápido nas saídas para o ataque, já com o avançado brasileiro Michel a destacar-se, um jovem de 21 anos muito influente nas manobras ofensivas de Bruno Cardoso.

Aos cinco minutos, Vítor deu o primeiro aviso da ambição penafidelense e, aos 23, Moustapha respondeu para o lado do Trofense, despromovido à Liga de Honra na temporada passada, com um remate às malhas laterais.

Apesar deste sinal dos visitantes, o Penafiel mantinha-se superior e, aos 27 minutos, o experiente Zé Nando colocou na área e Michel, livre de marcação, desviou a bola de Riça e fez o primeiro golo do jogo.

Perante a falta de coordenação do Trofense – muito aquém do produzido a temporada anterior -, o Penafiel viria a aumentar, aos 31 minutos: Michel, no meio-campo, “rasgou” a defesa e isolou Vítor, que não teve dificuldade em aumentar a vantagem, à saída de Riça.

O Trofense conseguiu, finalmente, libertar-se da superioridade penafidelense e, aos 35 e 44 minutos, poderia ter reduzido, primeiro por Reguila, por cima, e depois por Ginho, que obrigou Zé Eduardo a defesa apertada.

No segundo tempo, o treinador do Trofense, Vítor Oliveira, promoveu a entrada de Williams e a saída de Romeu Ribeiro, mas, apesar de alargar a frente de ataque, continuou a ser o Penafiel a dominar, embora sem criar ocasiões de golo.

Aos 61 minutos, Varela pareceu ter-se lesionado com alguma gravidade, obrigando Vítor Oliveira a nova substituição (entrada de Igor) e, aos 64, Moustapha esteve perto de reduzir, valendo então o corte em cima da linha de Vagner Eugénio.

Já com Vieirinha no lugar de Michel, o Trofense voltou a mexer na equipa, com Hermes a substituir Reguila na frente de ataque.

Incapaz de praticar bom futebol, a formação trofense valia-se dos lances longos para tentar atingir a baliza adversária, mas a defensiva da equipa da casa controlou sempre, com maior ou menos dificuldade, as investidas dos pupilos de Vítor Oliveira até ao final.

Jogo no Estádio Municipal 25 de Abril, em Penafiel.

Penafiel – Trofense, 2-0.

Ao intervalo: 2-0.

Marcadores:

1-0, Michel, 27 minutos.

2-0, Vítor, 31.

Equipas:

– Penafiel: Zé Eduardo, Alex Garcia, Vagner Eugénio, Penela, Zé Nando, Vítor (André Soares 82), Hugo Soares, Hernâni (Dias, 91), Rafa, Michel (Vieirinha, 67) e Guedes.

(Suplentes: William, Dias, André Soares, Pedro Coronas e Vieirinha).

– Trofense: Riça, Bruno Sousa, Pedro Ribeiro, Varela (Igor, 61), Ginho, Mércio, Romeu Ribeiro (Williams, 46), Tiago, Hélder Sousa, Moustapha e Reguila (Hermes, 71).

(Suplentes: Marco, Filipe Gonçalves, Hermes, Igor, Thiago Bento, Williams e Maciel).

Árbitro: Artur Soares Dias (Porto).

Acção disciplinar: Cartão amarelo para Zé Nando (34), Ginho (39) e Tiago (48).

Assistência: Cerca de 1.200 espectadores.