Desde o passado dia 31 de julho que a sede do Clube Slotcar da Trofa deixou de ser na Academia Aquaplace.

O espaço era desde 2014 a sede da colectividade, depois de um concurso publico em que foi a única entidade a concorrer e poderia ser renovado se a associação e a câmara municipal o quisessem.

Em abril de 2019 a Câmara Municipal da Trofa fez saber, em carta registada, que não pretendia renovar o contrato e que no final Clube deveria deixa o espaço.

O clube procura agora um espaço para a sua sede depois de já ter estado no Aquaplace, na avenida das Industrias e na Rua Antonio Adão.

Nos últimos anos o clube tem sido muito mais que apenas “um clube de carrinhos”, destacando-se nas modalidades de futsal, bilhar, viaturas clássicas, videojogos, fotografia e viu recentemente o seu atleta de matraquilhos ficar em 3º lugar no campeonato do mundo da modalidade em representação da selecção portuguesa. Tem também uma escola de futebol na Academia de Futebol da Louseira

A área social continua a ser de elevada importância para o clube, realizando anualmente a caminhada cujas verbas revertem para a Liga Portuguesa Contra o Cancro, e editando o livro “As Histórias do Trofi” que em breve deverá conhecer um novo capitulo.

A saída do espaço do Aquaplace será mais um capitulo do diferendo que existe entre o Clube Slotcar da Trofa e o Município da Trofa, diferendo que levou já o clube a intentar acções judiciais contra a Câmara Municipal por desigualdade de tratamento, entre outras

Leia o comunicado que o clube deixou nas redes sociais:

Prezados associados do Clube Slotcar da Trofa, simpatizantes e frequentadores do bar do Aquaplace, 
Depois de 5 anos a dar vida a este espaço, conforme contrato celebrado após concurso público e um investimento, com fundos próprios, de mais de 50 mil euros, chegou ao fim a permanência neste espaço, da colectividade!

Agora, é chegado o momento de dizer adeus. Não porque fosse essa a nossa vontade, mas porque o autoritarismo político assim decidiu.

Acreditamos que a decisão da nossa saída do espaço, pelo que fizemos e pelo que somos capazes de fazer em prol da comunidade em que estamos inseridos, torna a decisão injusta e contrária ao conceito de interesse publico…!

Vingam interesses contra os quais, por agora, nada podemos fazer mas cujo seu trâmites está a correr no sitio certo, na justiça.

Fica a satisfação pelo dever cumprido, com uma gestão vocacionada não para o lucro, mas para servir todos os trofenses e os que nos visitam, com a organização de centenas de actividades, de portas abertas para todos, sem excepções.
Do pouco sempre fomos capazes de fazer muito.

Foram anos intensos, durante os quais recebemos exposições das mais variadas artes, potenciamos actividades desportivas, apostamos no talento dos jovens músicos trofenses, dinamizamos palestras sobre os mais variados temas e criamos sinergias com o movimento associativo local. Fruto desse trabalho intenso, contínuo, abrangente e inclusivo, continuamos a ser a única associação local certificada pelo Instituto Português do Desporto e Juventude.


Um agradecimento muito especial a todos aqueles que, ao longo destes anos, caminham ao nosso lado, contribuindo para o sucesso dos projectos com que sonhamos e que, por norma, levamos mesmo até ao fim.
Pelo que já demonstramos no passado, nos 15 anos de vida da colectividade, iremos uma vez mais reinventar-nos, com o firme convicção de que merecemos um espaço no coração de todos e, por isso, a nossa história não pode ficar por aqui.

Continuaremos a reforçar a Trofa!

A DIRECÇÃO

Muito obrigado