Faz um ano que iniciamos esta era pandémica. Uma era que está a ter um grande impacto na vida de todos nós.

Ao longo deste período, surgem sentimentos e emoções de tristeza, cansaço, frustração, ansiedade, preocupação quer pela saúde dos que mais gostamos, assim como face à situação profissional e/ou económica.

As reações referenciadas anteriormente são comuns e generalizadas, mas todos reagimos de forma diferente aos contextos, mudanças e acontecimentos, e neste sentido, é importante permanecermos atentos à forma como a nossa mente se manifesta e responde ao longo do tempo aos obstáculos e momentos mais difíceis. Devemos, deste modo, monitorizar a nossa resposta e a dos que nos rodeiam, e, sendo estas desadaptativas, o pedido de ajuda torna-se uma responsabilidade social.

Neste sentido, é importante arranjar estratégias para cuidar da saúde mental. Mas o que poderá fazer?
• Mantenha contacto com as pessoas que são do seu interesse;
• Partilhe a sua angústia (com amigos, família ou peça ajuda profissional);
• Crie uma rotina diária;
• Tenha autocuidados (Saúde física, imagem, sono);
Em caso de se encontrar em teletrabalho
• Estabeleça uma rotina (horários fixos de trabalho/descanso, autoimagem, refeições e horas de sono;
• Desligue-se (se possível) em momentos de pausa, de aparelhos eletrónicos (telefone e e-mail) que lhe possam interromper o descanso.

A pensar em si,
Psicóloga Ana de Sá Moreira