Select Page

Santo Tirso e mais 5 câmaras com acordos com Governo

Santo Tirso e mais 5 câmaras com acordos com Governo

Espinho, Montijo, Fafe, Cantanhede, Santo Tirso e Macedo de Cavaleiros são os seis municípios que hoje assinaram, em Lisboa, com o Ministério da Saúde protocolos com vista à reestruturação da rede de urgências, noticia a Lusa.

O ministro disse que outros protocolos se seguirão brevemente

Trata-se de municípios do Norte, Centro e Lisboa e Vale do Tejo, cujas populações têm manifestado o seu desagrado com as alterações nos serviços de urgências, promovendo acções de protesto.

Apesar de a câmara do Montijo ser uma das abrangidas pelos protocolos com o Ministério, mantém-se a marcha de protesto e o «buzinão» hoje, em Lisboa, promovidos pela comissão de utentes de saúde do Montijo e Alcochete.

A reestruturação da rede de urgências, definida por um grupo de peritos , prevê o encerramento de 15 urgências hospitalares, tendo sido a do hospital de Peniche a última a ser conhecida.

A proposta dos peritos propõe três níveis de resposta, sendo que os dois primeiros – Serviço de Urgência Médico-Cirúrgica (SUMC) e Serviço de Urgência Polivalente (SUP) – já existem nos hospitais. A grande novidade é a criação de Serviços de Urgência Básica (SUB), cuja localização tem sido polémica, com os municípios preteridos (como Valença) a protestarem contra a sua instalação em outras autarquias.

O Ministério da Saúde garante que esta reestruturação «trará benefício imediato para mais de 450 mil portugueses (4,5 por cento da população) que hoje estão a mais de 60 minutos de um ponto de urgências».

«Com a rede, apenas 0,6 por cento ficarão a mais de 60 minutos de qualquer serviço de urgência e pelo menos 90 por cento dos portugueses ficarão, no máximo, a 30 minutos de um qualquer serviço de urgência e, no máximo, a 45 minutos dos níveis mais diferenciados da rede, Serviço de Urgência Médico-Cirúrgica (S U MC) e Serviço de Urgência Polivalente (SUP)», assegura o grupo de peritos, num a convicção subscrita por António Correia de Campos.

Videos

Loading...

Siga-nos

1ª página da edição papel

Este site utiliza cookies para lhe oferecer uma experiência mais personalizada. Ao navegar está a permitir a sua utilização