Câmara Municipal de Santo Tirso, Escola Secundária D. Dinis e Faculdade de Desporto da Universidade do Porto vão dar continuidade à investigação “Santo Tirso ComVIDA”.

O estudo “Santo Tirso ComVIDA” vai entrar na segunda fase. O anúncio foi feito pelos intervenientes numa cerimónia que decorreu esta segunda-feira, no salão Nobre dos Paços do Concelho de Santo Tirso. Câmara Municipal, Escola Secundária D. Dinis e Faculdade de Desporto da Universidade do Porto vão dar continuidade ao projecto –  o primeiro a ser realizado que abarca toda uma comunidade escolar constituída por mais de mil alunos (e respectivas famílias) e centenas de professores e funcionários – cujo objectivo é “delinear as melhores estratégias para combater o preocupante incremento da obesidade infanto-juvenil, do sedentarismo e das co-morbilidades associadas às doenças de natureza cardiovascular”, conforme foi explicado.

A autarquia tirsense está a co-financiar o projecto e Castro Fernandes, presidente da Câmara Municipal, referiu que esta é uma forma de assumir “o papel na promoção da qualidade de vida e bem-estar dos cidadãos” e por isso, aceitou “patrocinar um estudo que tem tanto de necessário como de inovador”.

O edil não deixou de evidenciar “a enorme importância da parceria e do projecto porque nos vincula a todos (autarquia, escola e universidade) a uma importante comunidade escolar”, desejando que o projecto “se possa alargar a toda a comunidade escolar do concelho”. E concluiu, afirmando que ao dar provimento à segunda fase deste estudo “a Câmara Municipal de Santo Tirso também está a promover “a internacionalização de Santo Tirso”.

A Escola Secundária D. Dinis está a prestar o apoio pedagógico, administrativo e organizacional ao estudo, disponibilizando os recursos humanos necessários à concretização do projecto.

Professor e investigador da Faculdade do Desporto da Universidade do Porto, José Maia, destacou que a vontade de partir para a segunda fase do projecto, “foi, sem dúvida, a melhor prenda” de Natal, uma vez que “este trabalho precisava de ser concluído”. Para o arranque desta segunda fase do projecto, José Maia informou, durante a cerimónia, que vai contar com algumas novidades: “Mais patrocinadores – já há seis empresas interessadas no estudo -, mais pais envolvidos e a ligação ao projecto de uma nutricionista e de uma psicóloga”. À faculdade cabe a “coordenação deste importante estudo e lançar um relatório final em congresso científico a realizar em Santo Tirso”.

As conclusões da primeira fase do estudo foram registadas em livro.