A zona industrial do Soeiro, em S.Mamede do Coronado recebeu, durante dois dias, uma prova de drift, que atraiu mais de duas mil pessoas. Com o objetivo de angariar fundos, o Rancho Divino Espírito Santo, de S. Mamede do Coronado, promoveu durante o fim de semana, nos dias 25 e 26 de fevereiro, uma prova de drift na zona industrial do Soeiro. 

A iniciativa, que englobou “uma prova de perícia noturna”, no sábado, e, no domingo, duas provas de drift, em que a segunda era disputada por quatro carros “que se picavam”, e um desfile de carros e motas antigas, atraiu mais de duas mil pessoas.

Para Ricardo Oliveira, presidente e ensaiador da associação, a atividade “correu muito bem”, tendo existido “bastantes evoluções relativamente à primeira prova”, conseguindo superar a adesão do ano passado.

Com um “balanço extremamente positivo”, Ricardo Oliveira garante que a ideia de fazer estas atividades, que “visam angariar fundos, para que o rancho possa fazer o seu pé de meia”, surgiu porque tanto na freguesia de S. Mamede como nas freguesias vizinhas, não existem iniciativas deste género. Além disso “é algo que cativa muito a população e que, em muito, contribuiu para refundar o rancho”. “Num ano já conseguimos vestir o rancho todo, agora estamos com os horizontes mais altos e, em breve, se calhar teremos novidades para dar à comunidade em geral”, asseverou.

{fcomment}