As ruas Conde S. Bento, Dr. Adriano Fernandes Azevedo e Camilo Castelo Branco foram palco da primeira edição do “Trofa em Festa”, organizado pela AEBA, no dia 19 de outubro. Segunda iniciativa realiza-se no sábado, 26 de outubro, na Rua D. Pedro V.

Em contraste com o céu cinzento e ameaçador, a Rua Conde S. Bento foi decorada com balões coloridos, animadores com objetos fluorescentes e até veículos clássicos glamorosos. Quem também não faltou à chamada foi a Hello Kitty, elegante e poderosa, dentro de um vestido vermelho, sapatos e um grande laço a combinar. Doce como só ela sabe ser, ia distribuindo guloseimas pela rua e, à impossibilidade de falar, pela ausência da boca, lá gesticulava a convidar a visita a uma loja da zona.

Enquanto isso, poucos metros à frente, um grupo da Fundação Ginga Capoeira – Formado Bombril da Trofa, formavam a roda com a bateria musical, sustentada por berimbau, pandeiro, atabaque e agogô, para fazer a demonstração da modalidade. Curiosos reuniram-se tanto na rua como no interior do Centro Comercial da Vinha – que comemorou 18 anos de existência – para assistir ao ginga (movimento básico) e ao jogo entre capoeiristas, que comprovam que este desporto não tem como objetivo destruir o adversário, mas sim provocar-lhe a queda sem golpes.

Depois, as atenções viraram-se para os elementos convocados da Orquestra Ritmos Ligeiros que, com instrumentos bem distintos do grupo antecessor, deram outra música ao público que participou na iniciativa “Trofa em Festa”, da chancela Associação Empresarial do Baixo Ave (AEBA)

Manuel Pontes, presidente da AEBA, até tinha um compromisso coincidente com a atividade, mas não prescindiu de visitar o palco da organização, em solidariedade com os protagonistas, os comerciantes. “Numa altura de crise grave, estamos a tentar trazer os habitantes da Trofa, através de iniciativas para atrairmos o maior número de pessoas, para que olhem para as montras e comecem a comprar”, explicou.

A animação continuou com as coreografias da Escola Passos de Dança e com a atuação da banda Brain Zapping. O centro comercial também foi palco de um desfile arrojado da sex-shop Xegamais, que apresentou propostas de roupa interior para “apimentar” a relação amorosa.

Esta iniciativa surge no âmbito das ações imateriais da candidatura ao QREN (Quadro de Referência Estratégica Nacional) para a requalificação urbana dos parques Nossa Senhora das Dores e Dr. Lima Carneiro. Segundo Manuel Pontes, estas iniciativas são as que “melhor se adaptam às funções da AEBA”, que “se empenhou na defesa dos interesses dos pequenos comerciantes”.

Para além de colaborar com os sócios, a AEBA também “seduziu” os que não com a possibilidade de participar na festa, ampliando o raio de ação.

Quanto à adesão do público, o presidente da associação empresarial estava satisfeito, mas compreenderia que o jogo entre o Trofense e o Futebol Clube do Porto, que acontecia no mesmo dia, não favorecia.

“Apesar dessas mil pessoas fazerem falta aqui, no dia 26 de outubro, começa a segunda parte do desafio e queremos a bancada mais cheia”, afiançou, referindo-se à segunda edição do “Trofa em Festa”, a realizar na Rua D. Pedro V, igualmente em S. Martinho.

Nesse dia, a partir das 17 horas, haverá animação de rua, música, espetáculos de dança, uma exposição da APVC – Associação para a Proteção do Vale do Coronado, e “muitas outras surpresas”.

Já pelas 20.30 horas, o Parque Nossa Senhora das Dores vai ser palco de um desfile de moda pelos lojistas da rua, com a presença dos modelos Maria Faleiro, Mariya Viktorivna, Francisco Areosa e Pedro Colaço, e de um concerto pelo grupo Royalistick.

Este também será um dia para se ser solidário, com um donativo nas caixas distribuídas pela iniciativa, a reverter a favor da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários da Trofa.