Pelo segundo ano consecutivo, o Rotary Clube da Trofa superou o valor angariado no peditório a favor da Liga Portuguesa Contra o Cancro.

Um valor recorde angariado, que superou “em mais de cinco mil euros” o de 2018. Foi com regozijo que António Sousa, presidente do Rotary Clube da Trofa, anunciou a angariação de “37.407 euros” para a Liga Portuguesa Contra o Cancro.

No jantar rotário de 20 de maio, o valor foi entregue à instituição, que ouviu de António Sousa o pedido para que, “face a estes valores”, assuma uma “maior proatividade” local, “com mais rastreios ou outro tipo de sensibilizações, em que o Rotary possa ser reconhecidamente um parceiro”.

“Este valor só foi possível devido ao empenho de todos os companheiros rotários do nosso clube, aos voluntários das várias freguesias que connosco colaboraram e muito especialmente aos empresários que contribuíram de uma forma muito generosa”, referiu, num agradecimento que se estendeu “à população que contribuiu”. Do peditório de rua, foram apurados “7217 euros”.

António Sousa fez ainda questão de sublinhar que o Rotary Clube da Trofa “está atento e sensibilizado” para a luta contra o cancro. “É usual os rotários usarem na lapela, com orgulho este símbolo, como prova de pertencerem à maior organização assistencial não governamental do Mundo. Maior ainda é o nosso orgulho quando nos voluntariamos para causas como a do peditório nacional da Liga Portuguesa Contra o Cancro”, acrescentou.

Pedro Dias, da direção da Liga Portuguesa Contra o Cancro, sublinhou o trabalho “meritório” do clube rotário, que acabou por conseguir contrariar a tendência verificada nos donativos “a norte”.

“Houve vários problemas com associações e IPSS e o caso dos incêndios, que prejudicaram a ação social. É de louvar o que o Rotary da Trofa fez, porque aumentou a contribuição e dessa forma aumentou o apoio que a Liga Portuguesa Contra o Cancro dá aos doentes oncológicos da zona”, afirmou.

O presidente do Rotary da Trofa lembrou ainda as últimas ações do clube, que resultaram na entrega de “3165 euros” à APPACDM, na sequência do Chá de Afetos, e de “1800 euros”, resultantes de uma caminhada, que vão permitir “a compra de cerca de nove mil vacinas” para prevenir a poliomielite.

Ainda este mês, o Rotary contribuiu para causas ligadas a doentes oncológicos trofenses, com a entrega de medicamentos, almofadas e ajudas em transporte, no âmbito de um protocolo com a Santa Casa da Misericórdia da Trofa.

A 17 de junho será feita a transmissão de tarefas no clube rotário. António Sousa vai dar lugar a Luís Moreira.