O Dispositivo da Polícia de Segurança Pública do Comando Metropolitano do Porto, através da Divisão de Investigação Criminal em colaboração com o dispositivo do Comando Distrital de Braga e com o apoio da Divisão Policial de Vila do Conde, da Divisão de Trânsito e da Autoridade Tributária e Aduaneira, desencadeou uma operação policial que visou um conjunto de indivíduos que de forma organizada se dedicavam à prática dos crimes de burla qualificada, burla tributária e falsificação de documentos.

A investigação visou a identificação e detenção dos autores dos ilícitos em foco, apreensão de meios de prova, assim como a recuperação de viaturas que haviam sido adquiridas de modo ilícito.

A operação contemplou a realização de 06 buscas domiciliárias e não domiciliárias, diversos mandados de apreensão de veículos automóveis, nas áreas do Porto, Braga, Guimarães, Maia, Matosinhos, Famalicão, Trofa e Santo Tirso, de que resultaram:

Detenções

· 02 homens de 43 e 44 anos de idade, vendedor e empresário respetivamente.

Identificações e constituição de arguidos

· 13 identificados (07 homens e 06 mulheres) no âmbito dos ilícitos em investigação.

Apreensões

·         11 veículos automóveis;

·         diversa documentação relacionada com os ilícitos em causa;

·         material informático;

·         01 arma de fogo (espingarda) e diversas munições;

· 02 botijas de gás pimenta.

De referir ainda que em resultado das práticas ilícitas referenciadas resultaram prejuízos superiores a 1,3 milhões de euros.

Os detidos foram, ontem, presentes junto das Autoridades Judiciárias para aplicação das competentes medidas de coação.