O pequeno Santiago não quis esperar por chegar ao hospital de Famalicão para nascer e acabou por nascer na ambulância dos Bombeiros Voluntários da Trofa.

Os Bombeiros foram chamados na manhã do dia 29 de julho para o transporte de uma mulher gravida, que estava com contrações fortes, em sua casa, próximo da igreja de S. Romão do Coronado.

Com o apoio da equipa médica do VMER do Centro Hospitalar do Médio Ave foi iniciado o transporte para o hospital de Famalicão, com a mãe de Santiago, Ana Mendes, a ter contrações de 5 em 5 minutos, mas passados poucos km foram obrigados a parar, pois as contrações já eram de 2 em 2 minutos.

Num trabalho de equipa efetuado pela equipa do INEM e dos Bombeiros da Trofa, Santiago acabou por nascer no interior da ambulância, junto à Agra da Cana, na freguesia do Muro.

O rapaz é o quarto filho de Ana Mendes, todos eles rapazes, de 34 anos e que ao jornal O Noticias da Trofa relatou como tendo sido “espetacular a ação dos bombeiros e INEM”

“Foram muito cuidadosos, foram especulares. Fui muito acarinhada pelos bombeiros e pelo INEM, pois estiveram sempre muito atentos e disponíveis. Deixo-lhe o meu agradecimento publico pela ação que desempenharam” afirmou Ana Mendes.

O parto foi realizado pelos bombeiros João Paulo Abreu, bombeiro de 2ª, por Patrícia Oliveira, bombeira de 3ª, José Carlos Portela enfermeiro parteiro e pela médica Joana Castro.

Santiago nasceu com 3.060 kg, 46 cm e não esperou pelas 40 semana para nascer, “nasceu com 37cm e um dia” afirmou a mãe.